Publicidade

 

Vai ser final inglesa. O Chelsea neutralizou o Real Madrid em um banho tático de Thomas Tuchel em Zinedine Zidane e chega pela terceira vez em sua história a uma final de Champions League. Os Azúis derrotaram os merengues por 2 a 0 no Stamfordf Bridge, em Londres.

Timo Werner fez o gol que abriu caminho para a classificação para o Chelsea. Um prêmio para o artilheiro que parecia brigado com as redes. Mount completou o marcador. Como as duas equipes empataram por 1 a 1 na ida, o Chelsea fará a final do dia 29 de maio com o Manchester City. O time de Pep Guardiola despachou o PSG.

Werner espanta a má fase com gol diante do Real Madrid (Foto: Uefa)

Publicidade

Se esta é a primeira final do Manchester City, o Chelsea já esteve lá duas vezes. Perdeu em 2008 para o Manchester United nos pênaltis. Mas foi campeão, também nas penalidades, em 2012, calando o Allianz Arena e a torcida do Bayern de Munique.

Chelsea teve gol anulado

Chelsea a Real Madrid fizeram num jogo equilibrado. Sergio Ramos que o diga (Foto: Uefa)

A partida começou com as duas equipes se estudando. Com as defesas bem fechadas, os chutes de fora da área viraram uma arma. O Real Madrid foi o primeiro a usar, aos dez minutos, quando Mendy agarrou com segurança um chute de Kroos. No lance seguinte, Courtois teve um pouco mais de trabalho para defender um arremate de Rüdiger.

Relacionadas

O Real Madrid levou um grande susto aos 17 minutos. Mount acionou Chilwell, que cruzou para Werner abrir o placar. Mas o artilheiro alemão estava impedido. Quando Benzema aertou uma conclusão, salva por Mendy, aos 25 minutos, se acreditou que o Real Madrid assumiria o controle do jogo. Mas não foi isso que aconteceu.

Tomo Werner e o fim do ‘inferno astral’

Publicidade

Aos 27 minutos o Chelsea, mais perigoso nos contra-ataques, abriu o marcador. Havertz foi lançado e deslocou o goleiro, a bola bateu no travessão e, na volta, Werner mandou para o fundo da rede.

Werner cabeceia sozinho para abrir o placar para o Chelsea (Foto: Uefa)

O Chelsea fechou ainda mais a sua linha defensiva. Com mais posse de bola, o Real Madrid não conseguia jogar. Tanto que até o intervalo assustou apenas uma vez, aos 35 minutos. Mendy cruzou, Benzema cabeceou e o goleiro do Chelsea fez grande defesa.

Real Madrid não conseguiu jogar

Na volta para o segundo tempo o Chelsea deu a impressão de que tinha voltado para decidir a vaga. Logo aos dois minutos Havertz cabeceou da altura da marca do pênalti e acertou o travessão de Courtois. Aos sete minutos foi a vez de Mount tentar deslocar o goleiro, mas mandou sobre o gol.

Hazard teve muitos problemas com a marcação do Chelsea (Foto: Uefa)

Publicidade

O Real Madrid não conseguia jogar, enquanto que o Chelsea era cada vez mais perigoso nos contra-ataques. Kanté entrou na área aos 20 e só não marcou pois foi travado por Valverde. Sete minutos depois foi a vez de Thiago Silva assustar em cabeçada para fora.

Chelsea fechou o caixão em erro do Real Madrid

Aos 39 minutos o Chelsea fechou o caixão. Após saída errada da defesa do Real Madrid, Kanté roubou a bola, Pulisic rolou a Mount deu números finais ao jogo.

Modric chuta de fora da área: Real teve problemas para penetrar (Foto: Uefa)

Agora as duas equipes voltam as suas atenções para as competições nacionais. Segundo colocado do Campeonato Espanhol com 74 pontos ganhos, dois a menos que o Atlético de Madrid, o Real recebe o Sevilla no domingo, às 16h(de Brasília). Um dia antes, no sábado, o Chelsea visita o Manchester City às 13h(de Brasília) pela Premier League. Os Azúis aparecem em quarto lugar com 61 pontos ganhos e defendem a permanência na zona de classificação para a Champions League.

Comentários