Publicidade

O Brasil está na final da Copa América. Venceu o Peru com gol de Lucas Paquetá, por 1 a 0, depois de assistência de Neymar, no Nilton Santos, nesta segunda-feira. A Seleção Brasileira apresentou bom futebol apenas no primeiro tempo, pois não soube manter o domínio da partida na etapa final, permitindo a reação peruana. Não deixa de ser preocupante, porque Tite não soube dar uma alternativa quando o time precisou mudar. Bem ou mal, agora é hora de esperar o adversário entre Argentina e Colômbia, que jogam nesta terça-feira, no Mané Garrincha.

Mesmo que os peruanos tentassem apertar a marcação, a Seleção Brasileira se impôs pela flagrante qualidade técnica de seus jogadores. O primeiro recado foi dado aos 12 minutos, depois que Neymar sofreu falta de Christian Ramos. Embora a certa distância, Casemiro foi para a cobrança com confiança. Soltou um foguete que deu um susto no goleiro Gallese, que espalmou e teve que se recompor para evitar o rebote de Everton Cebolinha. Mas o susto maior viria seis minutos depois.

Casemiro disputa a bola com Charles Aranguiz, do Peru, observados por Richarlison – Foto: Imago

O goleiro do Peru teve que fazer duas defesas difíceis, depois que Paquetá cruzou da direita a bola rasteira. Neymar, na pequena área, livre, tocou em cima de Gallese, que espalmou no reflexo. Richarlison apareceu no rebote, mas novamente o goleiro peruano apareceu pare evitar o gol. Nova chance aos 24 minutos, quando o mesmo Richarlison recebeu na frente, pela esquerda, tirou Gallese – que perdeu o tempo da bola no lance – da jogada e cruzou. Neymar tentou cabecear, mas a defesa conseguiu se refazer, bloqueando ainda um chute Cebolinha no rebote. Mas já havia sido falta de Neymar.

LEIA TAMBÉM

Publicidade

Novos ares! Willian pode trocar Arsenal pela Inter de Milão

Barcelona pensa em fazer promoção para vender Philippe Coutinho

Tottenham passa à frente do United por volante do Barcelona

Publicidade

Ex-PSG dá conselho a Mbappé: ‘Se quiser a Bola de Ouro, deixe o Paris’

Neymar e a bola: ele comandou o ataque do Brasil, mas encontrou uma seleção peruana fechada, tentando o contra-ataque. No fim, o talento se sobrepôs – Foto: Imago

Mas tanto o Brasil agrediu que o gol aconteceu. No lance, aos 34 minutos, o Peru perdeu a bola no meio de campo em roubada de Richarlison, que lançou Neymar pela esquerda. Ele entrou na área marcado por três, mas deu uma canetinha em Calles e liberou a bola livre para Paquetá. Ele tocou de primeira, sem chance para Gallese. Finalmente 1 a 0, com direito à dancinha.

Segundo tempo

O cenário mudou no segundo tempo, com as mudanças do técnico Gareca. A entrada de Marcos López mudou a característica do Peru, agora bem ofensivo a ponto de prender o Brasil na defesa. Ederson teve que fazer algumas boas defesas, como aconteceu aos 15 minutos, em chute de Raziel García, e aos 35, com Callens. O peruano se antecipou a Ederson e desviou a bola do goleiro brasileiro. Por sorte, foi para fora.

Relacionadas

Messi
Peru é acusado de entregar o jogo para a Argentina (Divulgação)
Sterling Inglaterra Eurocopa

Publicidade

A pressão peruana se manteve, obrigando Tite a fazer mudanças na zaga e no meio de campo. Mas a verdade é que o Brasil não conseguiu modificar sua maneira de atuar, sem encontrar alternativa para retomar o mando do jogo. Por sorte ou incompetência do Peru, o placar ficou na mesma. Vitória brasileira e vaga na final. Que venha Argentina ou Colômbia.

Comentários