Publicidade

Edson Arantes do Nascimento. Ou, simplesmente, Pelé. Com a bola nos pés, virou rei, virou lenda. Virou imortal. Ele completa 80 anos, nesta sexta-feira. Natural de Três Corações, em Minas Gerais, Pelé ganhou os corações de todo o Brasil. Vida longa ao rei. E, em meio a tantas homenagens, o Mais Que Um Jogo traz uma lista com curiosidades sobre o maior jogador de todos os tempos.

Pelé Santos Pelé se eternizou com a camisa do Santos | Foto: Arquivo Santos

Nos gramados, ele se eternizou com a camisa 10 e também eternizou a camisa 10. No dia do aniversário de 80 anos do Rei, confira dez curiosidades sobre ele.

LEIA MAIS! De olho no Real Madrid, Mbappé diz mais um ‘não’ ao PSG

Dez curiosidades sobre Pelé

Por que Pelé

Publicidade

O apelido que viria a ser conhecido mundialmente é da época de criança. O pequeno Edson passou a ser chamado de Pelé porque pronunciava erradamente o nome de Bilé, goleiro do Vasco e um dos ídolos do futuro melhor jogador do mundo.

Pelé Pelé completa 80 anos: viva o Rei do Futebol | Foto: Santos / Divulgação

Já o nome…

Edson foi batizado em homenagem a Thomas Edison, inventor e cientista norte-americano que criou a lâmpada elétrica, entre outras coisas.

Edson ‘virou’ Pelé | Foto: Santos / Divulgação

No Exército

Campeão da Copa do Mundo em 1958, ele completou 18 anos e prestou serviço militar. Por seis meses, serviu o Exército no 6º Grupo de Artilharia de Costa Motorizado, em Praia Grande.

Pelé militar Pelé na época em que serviu o Exército | Foto: Arquivo / Santos FC

Foi até goleiro

Publicidade

Fã de Bilé, Pelé também teve de se virar no gol. Em função de contusões ou expulsões, o melhor jogador do mundo foi goleiro por quatro oportunidades. A primeira delas aconteceu em 1959, contra o Comercial. Ele não sofreu gol.

Pelé goleiro Pelé foi goleiro em quatro ocasiões e se virou bem | Foto: Arquivo / Santos FC

Parou guerra

Em 1969, o Santos fez uma excursão pela África e paralisou uma guerra civil na Nigéria. O conflito, que durava anos, foi retomado após o Santos deixar o país.

Pelé excursão O Santos era atração mundial | Foto: Arquivo / Santos FC

O músico

O violão acompanhou o Rei do Futebol, muitas das vezes, nas concentrações. O craque fez uma tabelinha com Elis Regina em um álbum e também compôs músicas, entre elas a chamada “ABC”, em que incentivava a alfabetização.

A tabelinha com Elis Regina | Foto: Reprodução Internet

Engajamento social

Publicidade

Por falar na música, cujo refrão dizia “ABC, ABC, toda criança tem de ler e escrever”, ele se engajou e alertou para questões sociais, como no pedido para cuidar das criancinhas necessitadas, após marcar o milésimo gol, em 1969, além de promover projetos sociais e ser embaixador da Organização das Nações Unidas (ONU).

Pelé conquistou três Copas do Mundo | Foto: Fifa

Pelé no cinema

Ele brilhou nos gramados e foi parar nas telonas e na telinha. Além de documentários sobre a vida dele, o Rei participou de filmes, como “Fuga para a Vitória”, com Sylvester Stallone, e “Trombadinhas”, entre outros.

Pelé em ação no cinema | Foto: Reprodução

O ministro Pelé

Em 1995, ele foi nomeado pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso como ministro do Esporte. Na gestão dele, criou a Lei Pelé, que acabou com a lei do passe e buscou dar mais profissionalismo ao esporte.

Como ministro dos Esportes | Foto: Reprodução

Formado em Educação Física

Publicidade

Em 1970, já consagrado como melhor jogador do mundo, Pelé ingressou na Faculdade de Educação Física (FEFIS), em Santos, e se formou.

O Rei do Futebol é formado em Educação Física | Foto: Arquivo / Santos FC