Publicidade

Mais problema do que solução. Assim o Fluminense trata a situação envolvendo o meia Miguel. O clube desistiu de lutar pelo jogador, que ficou solto no mercado de transferências. O jogador, de 18 anos, venceu a batalha na Justiça contra o Fluminense e está livre para assinar com outro clube. O jogador entrou com ação na Justiça do Trabalho em maio por conta de pagamentos em atraso e conseguiu uma decisão favorável.

Destaque na base, Miguel subiu muito cedo para os profissionais, ainda em 2019. Entretanto, após o Carioca de 2020 perdeu espaço no time e seu pai e representante, José Roberto Lopes, não concordou com sua volta às categorias inferiores.

Miguel em ação pelo Fluminense. Mas por quanto tempo?

Após cobrar sem sucesso espaço para o filho no elenco principal, José Roberto decidiu entrar na Justiça em busca da rescisão do contrato com o Fluminense, que terminaria em junho de 2022.

Publicidade

MAIS! Fred dá razão ao torcedor do Fluminense

Além disso, o Tricolor terá de pagar os salários de Miguel até o fim do contrato, os atrasados e todas as verbas rescisórias, inclusive a multa de 40% sobre o FGTS.

Relacionadas

Apesar de monitorado por clubes de fora do Brasil, como os italianos Juventus e Milan, Miguel deve permanecer no país. Não faltam clubes interessados no futebol da promessa de Xerém e Internacional e Santos aparecem no topo da lista.

Comentários