Publicidade

O meia Miguel surpreendeu o Fluminense ao entrar na Justiça. O jogador pediu a rescisão de contrato alegando falta de pagamento de parcelas do FGTS e do aumento salarial em contrato com o clube carioca.

Só que Miguel sofreu a primeira derrota na Justiça. Isso porque o pedido de liberação antecipada do jogador foi negada pela juíza Maíra Automare, da 9ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro.

Miguel vinha perdendo espaço no Fluminense (Foto: Reprodução)

Na decisão, a juíza afirmou que a liberação precisa ser analisada. Com isso, neste momento, Miguel segue sendo jogador do Fluminense.

Publicidade

O caso ainda será analisado pelo TRT. O staff de Miguel acredita que terá decisão favorável.

Relacionadas

Miguel não aparece no Fluminense desde a última sexta-feira, quando entrou com o pedido de rescisão. O jogador de 18 anos é considerada uma das joias do clube, mas vinha perdendo espaço no elenco.

Comentários