Publicidade

Roger Machado levou o Fluminense ao vice-campeonato carioca, a ser o primeiro colocado na fase de grupos da Copa Libertadores, mesmo cruzando com o poderoso River Plate, e a avançar para as oitavas de final da Copa do Brasil. Além disso o time aparece flertando com o G-6 no Campeonato Brasileiro e encaminhou a vaga nas quartas de final da Libertadores ao fazer 2 a 0 no Cerro Porteño no Paraguai. Mas mesmo assim as críticas são enormes. Entretanto criticar é fácil. O adiamento do duelo de volta com o Cerro mostrou que não é fácil ser Roger Machado no Fluminense.

Isso porque o adiamento do jogo foi definido na noite de domingo, gerado por uma fatalidade. Um acidente de carro matou o filho de Francisco Arce, treinador do Cerro Porteño. Assim o treinador acabou preservando à toa alguns titulares. O resultado foi uma derrota de 1 a 0 para os gremistas.

Roger Machado tem pouco tempo para treinar com o elenco (Foto: Lucas Merçon/ Fluminense)

Mas por se tratar de uma fatalidade, nem dá para reclamar muito do adiamento. Entretanto o que torna visível o drama de Roger Machado foi que ele terá a semana livre de jogos. Mas como isso pode ser ruim? É péssimo pois escancara a falta de tempo do treinador. Esta será apenas a terceira vez em cinco meses que Roger terá tempo para treinar o time.

Publicidade

Roger teve uma semana livre de jogos em março e depois em abril. Assim conseguiu trabalhar alguma coisa com os jogadores.

MAIS! Fluminense tem alívio nos cofres com acordo por Robinho

O treinador reconhece o drama.

Publicidade

– A maior parte dos ajustes acaba sendo feito na base da conversa, pois é jogo toda a semana e logicamente que isso tem impacto. Mas estamos cientes das dificuldades e trabalhando sempre para lidar da melhor maneira possível – disse Roger.

Maratona no caminho de Roger Machado

Se pode comemorar a semana livre de jogos, Roger Machado já deve se preocupar com a maratona causada por este adiamento. A mudança de data na Libertadores alterou a rotina em outras competições como o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

Relacionadas

O Fluminense visita o Palmeiras no sábado pelo Brasileirão. Na próxima terça tem Criciúma pela rodada de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Quatro dias depois choque com o Juventude pelo Brasileiro. No dia 3 de agosto a volta com o Cerro Porteño. Por fim, dia 7 de agosto, o reencontro com o Criciúma. Assim é bom o elenco aproveitar os dias sem jogos. Eles serão raros se tudo correr bem até dezembro.

Comentários