Flamengo

Top 10: As vendas mais caras da história do Flamengo

Foto: Divulgação/CRF

A saída de Jorge Jesus trouxe o temor de que o ex-técnico promova uma limpa no elenco do Flamengo. Jogadores como Gérson, Bruno Henrique, Léo Pereira e Willian Arão tiveram seus nomes especulados em possíveis transferências. Entretanto, se por um lado isso pode desmanchar o poderoso elenco rubro-negro, pode também render muitos milhões. E, com valores elevados em suas multas rescisórias, se tornar algumas das vendas mais caras da história do Flamengo.

O Rubro-Negro alcançou um patamar financeiro muito acima da média dos clubes da elite do futebol brasileiro. Com dinheiro, formou o elenco mais caro do país. Mas parte do sucesso se deve à venda de jovens jogadores formados na base do clube. Nos últimos 5 anos, o Flamengo faturou alto com sua ‘fábrica de craques’.

Leia também:

Jesus troca tranquilidade no Fla por pressão no Benfica

Filipe Luís revela bronca em Michael após drible

Desde Renato Augusto, em 2008, a Reinier, em janeiro deste ano, o clube arrecadou quase 170 milhões de euros. Confira as dez maiores vendas do Flamengo (em euros):

1. Vinicius Jr – 45 milhões

Foto: Divulgação/CRF

A transferência de Vinícius Júnior ao Real Madrid em 2018 se mantém como a maior da história do Flamengo. O atacante foi vendido com 17 anos, mas permaneceu no Rubro-Negro até completar a maior idade.

2. Lucas Paquetá – 35 milhões

Lucas Paquetá (Foto: Staff Images/CRF)

No ano seguinte à saída de Vinícius Jr., o Fla emplacou a venda de Lucas Paquetá ao Milan por 35 milhões de euros. Aos 21 anos, o meia chegou a disputar 95 partidas pelo Flamengo e foi campeão do Carioca em 2017.

3. Reinier – 30 milhões

Foto: Alexandre Vidal/CRF

Aos 18 anos, o atacante Reinier seguiu os passos de Vinícius Jr. e foi para o Real Madrid. Em 2019 fez parte do grupo campeão brasileiro e da Libertadores, quando disputou 15 partidas e marcou 6 gols.

4. Pablo Marí – 16 milhões

Pablo Marí (Divulgação CRF)

O zagueiro espanhol Pablo Marí é a única exceção desta lista, por não ter sido formado no Flamengo. Ele chegou ao clube em 2019 junto com o técnico Jorge Jesus e se tornou titular. Valorizado pelas boas atuações, seguiu para o Arsenal, da Inglaterra, no início de 2020. Num negócio que envolveu empréstimo e transferência definitiva, rendeu um alto lucro ao Flamengo.

5. Léo Duarte – 11 milhões

Foto: Alexandre Vidal/CRF

Marí foi contratado para suprir a ausência de Léo Duarte, que era o zagueiro titular no primeiro semestre de 2019. Campeão da Copa São Paulo de Juniores em 2016, Léo Duarte se juntou a Lucas Paquetá no Milan, aos 23 anos.

6. Jorge – 8,5 milhões

Jorge no Monaco (Getty Images)

No início de 2017, o Fla faturou 8,5 milhões de euros com a venda do lateral-esquerdo Jorge para o Monaco.

7. Jean Lucas – 8 milhões

Jean Lucas no Lyon (Getty Images)

Em 2019, além de Paquetá e Léo Duarte, o Flamengo vendeu o meia Jean Lucas, de 20 anos. O destino do jogador foi o Lyon, da França, que pagou 8 milhões de euros.

8. Renato Augusto – 6 milhões

Renato Augusto (Foto: Getty Images)

O meia Renato Augusto foi vendido ao Bayer Leverkusen em 2008 por 6 milhões de Euros. A transferência do jogador de 20 anos alcançou valor recorde no Flamengo até então.

9. Felipe Vizeu – 5 milhões

Felipe Vizeu (Foto: Gilvan de Souza/CRF)

Da mesma safra de Léo Duarte, o atacante Felipe Vizeu rendeu 5 milhões ao Flamengo. Em 2018, ele foi negociado com a Udinese, da Itália.

10. Samir – 4 milhões

Samir (Foto: Getty Images)

O zagueiro Samir alcançou boa cifra para um jogador da posição em 2015. Com 21 anos, foi outro que partiu em direção à Itália para jogar pela Udinese.

Você Também pode gostar