Flamengo, Futebol Internacional, MQJ Memória

Isla no Flamengo: relembre estrangeiros que marcaram o Rubro-Negro

Isla veste a camisa do Flamengo durante apresentação - Reprodução
Mauricio Isla IReprodução

O lateral direito chileno Isla, de 32 anos, chega ao Flamengo com uma dura missão. Ele vai ser o substituto de Rafinha, que deixou o clube em saída controversa, para jogar no futebol Grego, no Olympiacos. Isla assinou com o Rubro-Negro até dezembro de 2022 após passagem pelo Fenerbahce-TUR. No entanto, não é o primeiro e nem será o último estrangeiro a vestir a camisa do Flamengo.

Vale recuperar a memória desses craques que vieram de fora para brilhar na Gávea.  O MAIS QUE UM JOGO vai buscar na memória alguns nomes. Confira.

MODESTO BRÍA
Paraguai – Meio Campo

Embora ainda não se jogasse tanto quanto hoje, Modesto Bría foi o estrangeiro que mais vestiu a camisa do Flamengo. Foram 369 jogos em 11 anos no clube, de 1943 a 1953. Meio-campo, surgiu como promessa no Nacional do Paraguai, mas foi curiosamente trazido ao Flamengo pelo compositor Ary Barroso, com apenas 21 anos. Foi campeão carioca em 43, 44 e 53. Entretanto, atuou também como treinador após pendurar as chuteiras e teve cinco passagens pela Gávea entre 59 e 81.

MANUEL FLEITAS SOLICH
Paraguai – Treinador

Embora paraguaio, Fleitas Solich dedicou 53 anos ao futebol profissional, como jogador e depois como treinador. É de longe o estrangeiro que comandou o Flamengo por mais tempo. Foram 504 jogos ao longo de quatro passagens pela Gávea. A primeira foi no tricampeonato de 53,54 e 55. A última em 1971, quando encerrou a carreira. Mas a lembrança ficou.

NARCISO DOVAL
Argentina – Centroavante

Narciso Doval, ou apenas Doval, é o estrangeiro com maior número de gols pelo Flamengo, mas o terceiro em número de partidas. Marcou 94 vezes em 263 jogos. Teve duas passagens pelo clube, de 69 a 71 e de 72 a 75.

JORGE BENÍTEZ
Paraguai – Atacante

Benítez, ao centro, em foto de 1953 – Reprodução

Benítez atuou por 4 anos no Flamengo, entre 52 e 56, mas foi o suficiente para fazer parte da equipe tricampeã carioca comandada por Solich. É o segundo maior goelador estrangeiro do Rubro-Negro ao marcar 74 gols em 114 jogos.

AGUSTÍN VALIDO
Argentina – Atacante

Valido disputou 143 jogos com a camisa do Flamengo e marcou 44 gols. O mais importante deles aconteceu em 1944, na vitória sobre o Vasco, por 1 a 0, que deu o primeiro tricampeonato carioca ao clube. Mas há uma história curiosa nesse título. Apaixonado pelo Flamengo, Valido, que estava aposentado e não jogava há mais de um ano, aceitou retornar para os últimos jogos do Campeonato. Ele é o quinto maior artilheiro entre os estrangeiros rubro-negros.

GIORGIAN DE ARRASCAETA
Uruguai – Meia/Atacante

Arrascaeta está no Flamengo há pouco mais de um ano. Em pouco tempo, no entanto, o uruguaio de 25 anos conquistou seu lugar no coração da torcida. Embora tenha chegado há pouco, já é o estrangeiro com o maior número de títulos na história do clube. São cinco ao todo, o hepta Brasileiro, o bi da Libertadores, um Carioca, uma Supercopa do Brasil e uma Recopa Sul-Americana. Arrascaeta disputou 60 jogos e marcou 20 gols. Entretanto, há um outro responsável por essa façanha em tão curto espaço de tempo…

JORGE JESUS
Portugal – Treinador

Jorge Jesus assumiu o comando do Flamengo no meio de 2019, mas bastou chegar para levar o clube a suas maiores conquistas neste século. Sua dedicação ao trabalho pautada na perseguição incansável pela vitória conquistou a Nação rubro-negra. Sob sua batuta o Flamengo foi elevado à outro patamar e em 52 jogos acumula 38 vitórias, 10 empates e apenas 4 derrotas.

Leia também

Sem movimentação, Flamengo pode se complicar contra o Botafogo

João Lucas mandou bem na lateral: “Quando precisar, é só chamar”…

PAOLO GUERRERO
Peru – Atacante

Paolo Guerrero (Youtube)

Guerrero chegou ao Flamengo em 2015 e era considerado por muitos o melhor estrangeiro em atividade no Brasil. No entanto, sua passagem pelo Rubro-Negro não foi lá marcada por grandes conquistas. Mas tem o título foi o Carioca de 2017, seu melhor ano no Flamengo. Punido por doping na seleção peruana, ficou longo tempo sem atuar e deixou o clube em 2018 com 115 partidas e 43 gols marcados. Guerrero é o sexto maior goleador estrangeiro na história do Flamengo.

GUSTAVO CUÉLLAR
Colômbia – Volante

Cuéllar vai para a terceira temporada no Flamengo | Foto: Divulgação

Gustavo Cuéllar chegou ao Flamengo em 2016 e se tornou o sexto estrangeiro em número de jogos pelo clube, com 171 partidas disputadas. Volante combativo, caiu nas graças da torcida pela raça e eficiência na marcação. Foi bicampeão carioca em 2017 e 2019, e participou das campanhas dos títulos Brasileiro e da Libertadores em 2019.

UBALDO FILLOL
Argentino – Goleiro

Fillol em visita ao Flamengo | Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Muito querido pela torcida à época, o argentino chegou ao Flamengo em 1984. Tem no currículo o título da Copa do Mundo de 1978, mas até hoje afirma que jogar no Rubro-Negro mudou sua vida. Deixou o Flamengo um ano depois de chegar, levanto na bagagem um Taça Guanabara e uma Taça Rio.

DEJAN PETKOVIC
Sérvia – Meia/Atacante

Petkovic é o jogador europeu com maior destaque na história do Flamengo. Com 57 gols em 198 partidas, é o terceiro maior artilheiro e o quinto em número de jogos disputados. Foi bicampeão carioca em 2000 e 2001 em sua primeira passagem pela Gávea. No entanto, quando retornou, foi hexacampeão brasileiro em 2009. Seu gol de falta contra o Vasco, que deu o título estadual em 2001, aos 43 minutos do segundo tempo, está marcado como um dos momentos mais emocionantes da história do clube.

Você Também pode gostar