Botafogo

Jejum de vitórias? Relembre estreias do Botafogo no Brasileirão dos pontos corridos

Botafogo empatou com o Palmeiras na estreia do Brasileiro de 2018 (Foto: Reprodução Youtube)

O Botafogo vai estrear no Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira contra o Bragantino no interior paulista. Na Era dos pontos corridos o Alvinegro ficou de fora por duas edições, em 2003 (logo a primeira) e 2015, por estar na Segunda Divisão. Mas vocês se lembram das estreias do Botafogo no Brasileirão dos pontos corridos?

Ao todo o Botafogo estreou 15 vezes no Brasileirão dos pontos corridos. Ganhou cinco vezes e perdeu em seis ocasiões. O empate apareceu em quatro partidas. Mas o problema é que o time vai precisar quebrar um jejum. O Botafogo não ganha na estreia na Série A desde 2012, quando fez 4 a 2 no São Paulo no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ). Entretanto algumas estreias trazem boas lembranças fora de casa. Assim há fonte de inspiração.

Leia também:

Calendário faz do Botafogo uma das primeiras vítimas do Brasileirão
Honda espera usar sua experiência para ajudar o Botafogo

No ano passado o Botafogo perdeu por 2 a 0 para este mesmo São Paulo. Abaixo estreias do Botafogo no Brasileirão dos pontos corridos, Tem muitas lembranças.

Estreias do Botafogo no Brasileirão

2004 – Botafogo 1 x 4 Goiás – Estádio Caio Martins (Niterói-RJ)

Escalação: Jefferson, Rodrigo Fernandes, João Carlos, Sandro e Jorginho; Túlio (Daniel), Fernando, Camacho e Valdo; Delani (Luizão) e Hugo (Almir)
Técnico: Levir Culpi

2005 – Internacional 0 x 2 Botafogo – Estádio Beira-Rio (Porto Alegre-RS)

Escalação: Jefferson, Márcio Gomes (Juca), Rafael Marques, Scheidt e Oziel (Leandro Carvalho); Jonílson, Túlio, César Prates e Ramon (Marcelinho); Alex Alves e Caio
Técnico: Paulo César Gusmão

2006 – Botafogo 1 x 0 Fortaleza – Maracanã (Rio de Janeiro-RJ)

Escalação: Lopes, Ruy, Rafael Marques (Asprilla), Scheidt e Bill; Ataliba, Diguinho, Joilson e Zé Roberto; Reinaldo (Marcelinho) e Dodô (Felipe Adão)
Técnico: Carlos Roberto

2007 – Internacional 2 x 3 Botafogo – Estádio Beira-Rio (Porto Alegre-RS)

Escalação: Julio César, Joílson (Asprilla), Juninho, Alex e Vagner; Túlio, Leandro Guerreiro, Diguinho e Ricardinho (Iran); Jorge Henrique e André Lima (Juca)
Técnico: Cuca

2008 – Botafogo 2 x 0 Sport – Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro-RJ)

Escalação: Renan, Renato Silva, André Luís e Bruno Costa; Alessandro (Diguinho), Thiaguinho, Leandro Guerreiro (Adriano Felício), Túlio Souza e Eduardo; Jorge Henrique e Fábio (Alexandro)
Técnico: Cuca

2009 – Santo André 1 x 1 Botafogo – Estádio Bruno José Daniel (Santo André-SP)

Escalação: Renan, Eduardo, Juninho e Emerson (Jean Coral), Alessandro, Fahel, Leandro Guerreiro, Túlio Souza e Thiaguinho (Gabriel), Lucas Silva (Rodrigo Dantas) e Victor Simões
Técnico: Ney Franco

2010 – Botafogo 3 x 3 Santos – Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro-RJ)

Escalação: Jéfferson, Fahel, Antônio Carlos e Fábio Ferreira; Alessandro (Marcelo Cordeiro), Leandro Guerreiro, Túlio Souza (Edno), Renato Cajá e Somália; Herrera e Loco Abreu
Técnico: Joel Santana

2011 – Palmeiras 1 x 0 Botafogo – Estádio Benedito Teixeira (São José do Rio Preto-SP)

Escalação: Jéfferson, Lucas (Cidinho), Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Lucas Zen, Arévalo Ríos, Marcelo Mattos (Alex) e Thiago Galhardo (Bruno Tiago); Maicosuel e Caio
Técnico: Caio Júnior

2012 – Botafogo 4 x 2 São Paulo – Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro-RJ)

Escalação: Jéfferson, Lucas, Brinner, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Jadson, Renato, Fellype Gabriel, Vítor Júnior (Gabriel), Maicosuel; Loco Abreu (Herrera)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

2013 – Corinthians 1 x 1 Botafogo – Estádio Pacaembu (São Paulo-SP)

Escalação: Jefferson, Lucas, Antônio Carlos, Bolívar e Julio Cesar (Lima); Marcelo Mattos, Gabriel, Fellype Gabriel (Vitinho), Lodeiro (Andrezinho) e Seedorf; Rafael Marques
Técnico: Oswaldo de Oliveira

2014 – São Paulo 3 x 0 Botafogo – Morumbi (São Paulo-SP)

Escalação: Jéfferson, Edílson (Lucas), Bolívar, Dória e Júlio César; Marcelo Mattos, Gabriel, Jorge Wagner (Mário Bolatti) e Lodeiro; Wallyson (Pablo Zeballos) e Tanque Ferreyra
Técnico: Vágner Mancini

2016 – Botafogo 0 x 1 São Paulo – Estádio Raulino de Oliveira (Volta Redonda-RJ)

Escalação: Helton Leite, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson e Victor Luís; Bruno Silva (Luís Ricardo), Fernandes, Rodrigo Lindoso e Leandrinho (Anderson Aquino); Neilton (Juan Salgueiro) e Ribamar
Técnico: Ricardo Gomes

2017 – Grêmio 2 x 0 Botafogo – Arena do Grêmio (Porto Alegre-RS)

Escalação: Gatito Fernández, Emerson Santos, Igor Rabello, Marcelo e Victor Luis; Airton (Gilson), Bruno Silva, João Paulo e Camilo (Guilherme); Rodrigo Pimpão e Roger (Joel)
Técnico: Jair Ventura

2018 – Botafogo 1 x 1 Palmeiras – Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro-RJ)

Escalação: Gatito Fernández, Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Bochecha (Maros Vinícius) e Matheus Fernandes (Kieza); Léo Valencia e Leandro Carvalho (Rodrigo Pimpão); Brenner
Técnico: Alberto Valentim

2019 – São Paulo 2 x 0 Botafogo – Morumbi (São Paulo-SP)

Escalação: Gatito Fernández, Marcinho, Carli, Gabriel e Jonathan; Wenderson (Luiz Fernando/11min/2ºT), Bochecha e João Paulo; Cícero, Rodrigo Pimpão e Erik
Técnico: Eduardo Barroca

Você Também pode gostar