Publicidade

O Vasco espera viver dias melhores sob o comando de Lisca. Ele foi o escolhido para substituir Marcelo Cabo, demitido. Ainda sem ter figurado no G-4 da Série B, o Gigante da Colina busca corrigir a rota, mas sem jogar a culpa no antigo técnico.

Diretor de futebol do Vasco, Alexandre Pássaro foi além. A cobrança pelo desempenho do time também entra na conta dos jogadores. É um alerta para finalmente emplacar no torneio.

Alexandre Pássaro Vasco Alexandre Pássaro faz cobrança no Vasco | Foto: Rafael Ribeiro / Vasco / Divulgação

– A gente tem total confiança no elenco, mas também exige do elenco um rendimento muito melhor do que a gente tem tido. A entrega tem sido boa. Porém, o rendimento e a performance muito abaixo do que a gente espera – declarou Alexandre Pássaro.

Relacionadas

Leandro Castán Vasco

Publicidade

Ainda sem Lisca, que inicia o trabalho à frente do Vasco a partir desta sexta-feira, o clube carioca encara o CSA, nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), em Maceió, pela 13ª rodada da Série B. O time será comandado por Alexandre Gomes.

A rodada, por sinal, não foi muito “amiga” do Vasco. Com os jogos de terça, especialmente a vitória do Goiás sobre o Botafogo, o Gigante da Colina não tem como entrar no G-4 neste momento. Porém, o triunfo sobre o CSA é fundamental para a distância não ficar maior, além de aliviar um pouco a pressão no clube.

Comentários