Publicidade

A polêmica envolvendo a Copa América e o fato de o Brasil ter virado sede do torneio ainda repercute na Seleção. Às vésperas da estreia contra a Venezuela, Tite declarou que ele e os jogadores pediram à CBF que a competição não fosse realizada no País.

Na coletiva deste sábado, Tite reforçou a insatisfação do elenco com o fato. E pontuou que o grupo procurou o presidente Rogério Caboclo com o pedido, antes do Brasil ser confirmado como sede.

Tite Copa América Tite reforça insatisfação do elenco | Foto: Lucas Figueiredo / CBF / Divulgação

– Pedimos antes ao presidente da CBF. Eu pedi, os atletas pediram, o Juninho pediu antes de ela ser definida que ela fosse no Brasil. Antes, nós pedimos antes. Nós fomos leais e pedimos antes. Antes de levar ao presidente da República, ao país, colocamos essa situação que não gostaríamos, pelo respeito, por tudo o que estava envolvendo, por um lado sentimental. Ficamos à mercê, pediram tempo para nós, aí a situação ficou definida e ficamos expostos. Esse é o real, o que acompanhei em relação a essa situação toda. Então decidimos nos manifestar de forma conjunta, mas já que ela foi definida, temos orgulho do nosso País, de representar a Seleção, eu tenho orgulho de ser técnico da Seleção – declarou Tite.

Relacionadas

Eriksen Dinamarca
José Peseiro Venezuela

Publicidade

Com o fato consumado e a Copa América no Brasil, a ordem é esquecer a polêmica e focar em campo.

– Colocamos que somos contrários à realização da Copa América e não vai ter desculpa agora. Não tem bengala, muleta. Vai jogar. Vamos nos cuidar da melhor maneira possível e vamos jogar com a exigência – acrescentou Tite.

O Brasil estreia na Copa América neste domingo, contra a Venezuela, às 18h, no Mané Garrincha, em Brasília. A delegação venezuelana sofre com surto de Covid-19, com 12 casos confirmados.

Comentários