Publicidade

O futuro de Riqui Puig pode ser esclarecido em breve. Ronald Koeman orientou o jogador a procurar um outro clube, porque seria difícil jogar pelo Barcelona. O meia, no entanto, fez ouvidos moucos à recomendação do técnico e decidiu ficar para lutar por uma vaga entre os onze titulares.

Assim, quatro meses depois, Riqui mal jogou três minutos no Campeonato Espanhol, além de e 74 minutos em três jogos quase importância da Champions League. Apenas Matheus  jogou menos, pois ainda não fez sua estreia. Como se não bastasse, a cada entrevista coletiva que Koeman é questionado sobre Riqui, o treinador holandês envia mensagens.

Riqui Puig, ao centro, observa Ronald Koeman, que não o quer no time A do Barcelona | Foto: David Ramos/Getty Images Riqui Puig, ao centro, observa Ronald Koeman, que não o utiliza no time A do Barcelona | Foto: David Ramos/Getty Images

“Riqui Puig precisa de mais físico. Gosto de pessoas que trabalham para melhorar a cada dia e que tomem decisões para melhorar as coisas. Hoje nem tudo é qualidade técnica, mas outras coisas também são necessárias”, costuma dizer Koeman.

Publicidade

Entretanto, o técnico holandês foi ainda mais incisivo antes do jogo contra o Valladolid.

“Há algum interesse da imprensa por ele (Riqui Puig) ser um jogador da casa, mas também há outros que não estão atuandoe que buscam o apoio do treinador e da imprensa. Somos um grande time onde só podem jogar 11 e o treinador decide de acordo com a atitude dos jogadores ”, afirmou.

Diante deste cenário, e conforme explicado pelo “Estadio Deportivo“, jornal de Sevilha, circula pela Catalunha que Riqui está de saída.  O Betis seria o destino do jovem, por empréstimo. Como o contrato de Puig com o Barcelona termina em 30 de junho, o clube prorrogaria o prazo por mais duas temporadas antes de empresta-lo.

Leia também

Publicidade

Promessa do Barcelona, Riqui Puig pode ser a ruína de Koeman no clube

Buffon agradece a Messi pela cerveja, “mas que fique por aqui”…