Publicidade

Nesta quarta-feira (14), a quarta rodada da Liga das Nações comprovou o predomínio de Portugal e França no Grupo 3, senão na Europa. Mas, vale a pena destacar a vitória de Portugal, por 3 a 0. É importantíssima por confirmar a posição da seleção como uma das principais forças européias, no entanto, também por mostrar que o técnico Fernando Santos comanda uma equipe, não um grupo dependente de Cristiano Ronaldo. O maior jogador português, como se sabe, está cumprindo quarentena, uma vez que testou positivo para o coronavírus.

Portugal dominou a Suécia no primeiro tempo, com muita força de ataque, sobretudo por atuar como mandante. É bom destacar que a Suécia não tem um time fraco, o que só valoriza a vitória portuguesa. Para se ter uma ideia da pressão, logo aos 3 minutos, em jogada de Cancelo pela direita, a bola foi cruzada para Willian Carvalho, que acertou a trave de Olsen.

Diogo Jota, à direita, festeja gol com os companheiros. Ele substituiu, bem, Cristiano Ronaldo - Foto: PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP via Getty Images) Diogo Jota, à direita, festeja gol com os companheiros. Ele substituiu, bem, Cristiano Ronaldo – Foto: PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP via Getty Images)

O primeiro gol saiu aos 21 minutos, com Bernardo Silva, após roubada de bola no meio de campo. Bruno Fernando dominou a bola e tocou para Diogo Jota. Ele apenas rolou a bola para Bernardo Silva tirar Olsen da jogada. A Suécia criou algumas oportunidades, mas sofria muito com os contra-ataques, sempre em velocidade, de Portugal. O segundo gol, no entanto, aconteceu apenas aos 44 minutos. Diogo Joga completou bom cruzamento de João Cancelo da direita, batendo no canto, sem defesa.

Leia também

Publicidade

Real Madrid investe em revelação do Rennes, caso não consiga Pogba

Manchester United enfrenta crise no ataque e a Premier League apenas começou

Portugal voltou para o segundo tempo a fim de administrar o jogo, segurando mais a bola. Mas contou com a ajuda da Suécia, que insistia num futebol burocrático. Consequentemente, acabou saindo mais um gol português, aos 28 minutos. Novamente Diogo Jota, em contra-ataque, aproveitando passe longo de William Carvalho, pela esquerda. Diogo Joga invadiu a área e bateu rasteiro, ampliando a diferença no placar.

Publicidade

Com o resultado, Portugal e França estão com 10 pontos no Grupo 3 e fazem um confronto direto pela vaga à próxima fase. Quem vencer está praticamente classificado.

França x Croácia

Mbappé, que salvou a pátria da França, festeja gol com Eduardo Camavinga - Foto: FRANCK FIFE/AFP via Getty Images Mbappé, que salvou a pátria da França, festeja gol com Eduardo Camavinga – Foto: FRANCK FIFE/AFP via Getty Images

No outro jogo do Grupo 3, a França derrotou por 2 a 1 a Croácia, na reedição da final da Copa do Mundo de 2018. Os franceses tiveram trabalho diante de uma Croácia mais fraca, se comparada àquela que encantou o mundo há alguns anos. Griezmann abriu o placar, aproveitando vacilo da defesa adversária após cruzamento de Mendy, pela direita. Na sobra Griezmann dominou com agilidade e encheu o pé, sem defesa para Livakovic, aos 8 minutos.

A França seria surpreendida pela Croácia aos 19 minutos da etapa final, por Vlasic. No lance, Modric chegou à linha de fundo, pela direita, e tocou para Brekalo. Ele viu, rolou para Vlasic dominar rapidamente e assim chutar no canto direito de Lloris. A França, no entanto, tinha Mbappé, que aproveitou cruzamento de Digne, que havia recebido lançamento de Pogba. Tudo sem deixar a bola cair. Um belo gol.

Publicidade

Demais resultados de jogos desta quarta-feira na Liga das Nações.

Grupo 1

Itália 1 x 1 Holanda
Polônia 3 x 0 Bósnia

Grupo 2

Inglaterra 0 x 1 Dinamarca
Islândia 1 x 2 Bélgica

Grupo 3

França 1 x 1 Croácia
Portugal 2 x 0 Suécia