Publicidade

Com brasileiros espalhados mundo afora, diversas seleções recorrem ao talento de quem tem futebol no sangue. É cada vez mais comum ter brasileiros naturalizados em outros países. Em dias de Data Fifa, o Mais Que Um Jogo traz uma lista com dez atletas que podem e defendem seleções pelo mundo.

LEIA MAIS! Messi no PSG é ‘fake news’, diz pai do craque do Barcelona

A lista de brasileiros naturalizados conta com quem virou referência para outro país. Há atletas que disputaram Copa do Mundo e estão na primeira prateleira do futebol europeu.

Dez brasileiros que defendem outras seleções

Jorginho

Publicidade

O brasileiro costuma ser titular da Itália, onde começou a carreira pelo Verona. Defendeu o Napoli e ganhou ainda mais destaque, até ser contratado pelo Chelsea.

Jorginho, Itália Jorginho conquistou espaço na seleção da Itália | Foto: Federação Italiana de Futebol / Divulgação

Emerson Palmieri

O Chelsea é a casa de outro ítalo-brasileiro. O lateral-esquerdo começou a carreira no Santos e foi para o Palermo. Logo foi contratado pela Roma e está na Inglaterra desde a temporada 2017/2018.

Emerson Palmieri, Itália Emerson Palmieri em ação pela Itália | Foto: Federação Italiana de Futebol / Divulgação

Rodrigo Moreno

Naturalizado espanhol, o atacante jogou a última Copa do Mundo. É constantemente convocado por Luis Enrique. Já Diego Costa, também naturalizado, não vem sendo chamado. Rodrigo passou pelo Real Madrid B, Bolton, da Inglaterra, e ganhou projeção pelo Benfica. Daí, foi contratado e jogou pelo Valencia por seis temporadas. Na última janela de transferências, foi para o Leeds United.

Rodrigo Moreno, Espanha Rodrigo Moreno é figura carimbada na Espanha | Foto: Reprodução Instagram

Thiago Alcântara

Publicidade

Filho de brasileiros (o pai é Mazinho, ex-volante campeão mundial), Thiago nasceu na Itália, mas se naturalizou espanhol ainda na infância. Também disputou a última Copa do Mundo pela Espanha.

Thiago Alcântara, Espanha brasileiros naturalizados Thiago tem DNA de campeão | Foto: Reprodução Instagram

Marlos

Ex-Coritiba e ex-São Paulo, o atacante está no futebol ucraniano desde a temporada 2011/2012. Marlos jogou primeiramente pelo Metalist e depois foi para o Shakhtar. Ele defende a seleção da Ucrânia desde 2017.

Marlos, Ucrânia Marlos é ídolo na Ucrânia | Foto: Reprodução Instagram

Júnior Moraes

No Brasil, defendeu Santos, Ponte Preta e Santo André. Ao todo, tem dez temporadas no futebol ucraniano. É destaque do Shakhtar. Estreou pela seleção da Ucrânia em 2019.

Júnior Moraes, Ucrânia brasileiros naturalizados Júnior Moraes é opção de gols para a Ucrânia | Foto: Reprodução Instagram

Mário Fernandes

Publicidade

O lateral-direito se projetou pelo Grêmio. Mário Fernandes defende o CSKA desde a temporada 2012/2013. Ele disputou a última Copa do Mundo. O primeiro jogo dele pela seleção russa foi em 2017.

Mário Fernandes, Rússia Mário Fernandes se fixou na Rússia | Foto: Reprodução Instagram

Guilherme Marinato

A Rússia também conta com um goleiro brasileiro. A primeira convocação foi em 2016. No Brasil, ele jogou pelo Athletico-PR e foi para o Lokomotiv em 2007, clube que atua desde então.

Guilherme Marinato, Rússia brasileiros naturalizados Guilherme é opção para o gol russo | Foto: Reprodução Instagram

Elkeson (Ai Kasen)

O meia-atacante surgiu com a camisa do Vitória. Ele também se destacou pelo Botafogo. Elkeson foi para o futebol chinês em 2013 e se fixou lá. Passou a defender a seleção chinesa, com o nome de Ai Kesen, em 2019.

Elkeson, China Ai Kesen ou Elkeson defende a China | Foto: Reprodução Instagram

Pepe

Publicidade

O experiente zagueiro, de 37 anos, é um dos principais exemplos de sucesso de brasileiros naturalizados. Pepe soma 107 jogos com a camisa de Portugal.

Pepe, brasileiros naturalizados Pepe tem história por Portugal | Foto: Uefa