Publicidade

A seleção da Suécia não vai escalar cinco jogadores considerados importantes para o time no amistoso desta quarta-feira contra a Dinamarca. As duas seleções se enfrentam em Copenhague, capital dinamarquesa. Isso porque o Manchester United e outros clubes ingleses fizeram uso da legislação de pandemia para bloquear o acesso da seleção a estes atletas. Um deles é o zagueiro Victor Lindelöf, dos Diabos Vermelhos.

Seleção da Suécia vai jogar desfalcada (Foto: Uefa)

Clubes da Escócia tomaram a mesma medida. Além de Victor Lindelöf foram impedidos de defender a seleção da Suécia Robin Olsen [Everton], Emil Krafth [Newcastle], Filip Helander [Rangers], Victor Lindelöf [Manchester United] e Ken Sema [Watford].

O Manchester United usou as restrições relacionadas com a pandemia da Covid-19 no Reino Unido. Assim não pode existir recurso. Entretanto a medida não agradou aos suecos.

Mutação de vírus contribuiu para decisão

Victor Lindelöf vai desfalcar a Suécia. Mas depois se reapresenta à seleção (Foto: Manchester United)

Publicidade

A Federação Sueca divulgou uma nota oficial sobre o tema: “Cinco atletas da seleção nacional que jogam no exterior, mais precisamente na Inglaterra e na Escócia, não estarão disponíveis para o encontro frente à Dinamarca devido às restrições relacionadas com a Covid-19. Em vez disso, os jogadores vão se juntar à seleção, reunida em Estocolmo, apenas após a partida. Assim vão jogar a Liga das Nações”.

Leia também

Flamengo demite Domènec após goleada para o Atlético Mineiro
Inter não desistiu de Kanté, mas a disputa vai ser difícil

Os clubes ingleses e escoceses também se ampararam nas medidas de restrições por conta da mutação do vírus SARS-CoV-2, encontrado em animais da Dinamarca. Assim os jogadores vão se apresentar apenas para os duelos contra França e Croácia pela Liga das Nações.