Publicidade

O Barcelona já pensa na próxima temporada. Após flertar com o artilheiro norueguês Erling Haaland, desistiu do jogador. Mas o motivo não é ir ao mercado em busca de outro nome. Mas sim gastar as economias com a permanência de Lionel Messi. O craque argentino tem contrato somente até junho.O presidente Joan Laporta foi eleito com a garantia de que impediria a saída do craque. Mas agora virou refém da promessa.

Com o interesse do PSG em contratar Lionel Messi, Laporta sabe que vai ter que abrir a carteira para a renovação de contrato. Além disso vai ter que investir em jogadores que possam criar um bom ambiente para o argentino.

Messi e Laporta Barcelona O abraço entre Messi e Laporta mostra uma aliança fora do comum (Foto: Barcelona / Divulgação)

O clube espanhol, por exemplo, está investindo em tirar o atacante Sergio Agüero do Manchester City. O artilheiro argentino é amigo pessoal de Messi, que sempre quis jogar com o colega de seleção em um clube.

Publicidade

MAIS! Dirigente entra em campo e escala filho obeso contra ‘Manchester City’

A dependência de Messi destoa do discurso de vida nova para a próxima temporada. Laporta tem avisado que vai promover uma renovação no elenco. Mas mesmo assim dificilmente vai mexer em amigos de Messi.

– Falo que precisamos de uma grande reformulação pois acredito que é o que temos que fazer. Ganhamos uma Copa do Rei. Mas perdemos a Liga de uma forma inaceitável e também não fomos bem na Champions League – avisou o presidente.

Relacionadas

Gabriel Jesus
James Rodríguez deixou o jogo contra o Liverpool lesionado

Publicidade

Se a torcida do Barcelona tem a permanência de Messi como a prioridade. Assim como presidente. Internamente algumas correntes defendem que apenas com a saída do argentino será possível uma reformulação. Mas a desistência de Haaland foi um soco no estômago de quem pensa dessa maneira.

Comentários