Publicidade

Foi divulgado nesta segunda-feira o Dream Team Bola de Ouro da “France Football”. A publicação francesa escolheu a sua seleção de todos os tempos e mostrou que quando o assunto é Brasil a geração da conquista do pentacampeonato mundial é mais valorizada. O Brasil tem três representantes. Dois deles: o lateral-direito Cafu e o atacante Ronaldo fizeram parte da histórica campanha da Copa do Mundo de 2002.

Capitão Cafu ergue a desejada taça (Foto: Arquivo Fifa)

O terceiro nome brasileiro na lista é Pelé, o que já era mais do que esperado. Como o Atléta do Século passado fez parte de três conquistas da Seleção Brasileira em Copas do Mundo, 1958, 1962 e 1970, pode-se dizer que apenas a geração de 1994 não se fez representar.

Leia também

Sete jovens que se destacaram e que pedem passagem na Champions League
Um voando, outro penando: CR7 e Messi em estágios diferentes em 2020

Publicidade

A seleção conta com nomes inquestionáveis, como o meia argentino Lionel Messi e o atacante português Cristiano Ronaldo. Morto no mês passado, Maradona também é integrante da relação.

Brasil é o país com mais integrantes

Pelé tem 77 gols pela Seleção Brasileira (Foto: Fifa)

O Brasil é o país com mais representantes, tendo três integrantes no 11 principal. A Argentina emplacou dois nomes. A Alemanha é outro país com dois representantes: Beckenbauer e o meia Matthäus, que joga bem mais recuado no time da publicação.

A Rússia, ou melhor, e extinta União Soviérica tem um representante. Trata-se do lendário goleiro Yashin, o Aranha Negra. A Itália se fez representar por Maldini, enquanto que a Espanha emplacou o habilidoso meia Xavi.

Publicidade

Como só havia espaço para 11 jogadores a relação deixa de fora algumas lendas do futebol mundial. Do futebol brasileiro, por exemplo, ficaram de fora os botafoguenses Nilton Santos e Mané Garrincha e o baixinho Romário.