Publicidade

Jogadores banguenses comemoram um gol em Moça Bonita (Foto: Bangu AC)

Fundado em 17 de abril de 1904, o Bangu AC completa 114 anos nesta terça-feira. Primeiro clube do Rio de Janeiro a ter aceitado negros e mulatos em seus quadros no futebol, o alvirrubro da Zona Oeste tem lugar guardado no coração de todos os cariocas.

Dono de dois títulos estaduais (1933 e 66) e de um vice-campeonato brasileiro (1985), o Bangu já não brilha tão intensamente como nos bons tempos. Sua última conquista expressiva foi a Taça Rio – segundo turno do Campeonato Carioca – de 1987. Vestiram a sua camisa ídolos como Domingos da Guia, Zizinho e Zózimo, entre muitos outros.

Publicidade

Se não protagoniza grandes feitos ultimamente, o time, pelo menos, tem se mantido na divisão de elite do futebol carioca. Como não conseguiu obter nesta temporada a classificação para a Série D do Brasileiro, o próximo compromisso do clube será a disputa da Taça Rio (que dá vagas para a Série D e a Copa do Brasil), competição com o início previsto entre os meses de maio e junho.

Casa própria

O grande patrimônio banguense, além de sua rica história desportiva, é o Estádio Proletário Guilherme da Silva, mais conhecido como Moça Bonita. Um dos mais tradicionais do Rio, até os dias de hoje recebe jogos de grande porte.

Leia também:

Publicidade

Elenco do Flamengo vale quase quatro vezes mais do que o Santa Fé
Campeonato Brasileiro e os sinais de falência do futebol carioca
Começou bem? Veja média de gols da 1ª rodada do Brasileirão da era pontos corridos
Quais foram os campeões brasileiros em anos de Copa do Mundo
7 a 1 de novo? Relembre outras vezes que o placar apareceu
Buffon não é o único: craques que não conquistaram a Champions League