Publicidade

Um retrospecto impecável em finais, com 100% de aproveitamento. Este é o Flamengo na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na quarta vez em que chegou à decisão, o Rubro-Negro ganhou o título em todas as oportunidades. O tetracampeonato foi conquistado nesta quinta-feira, com vitória sobre o São Paulo, no Pacaembu, por 1 a 0, gol de Wendel. Agora, o Flamengo está no “pódio geral” da Copinha, ao lado do Internacional, como terceiro maior vencedor da história do torneio.

Wendel fez o gol do tetracampeonato do Flamengo | Foto: Staff Images / Flamengo / Divulgação

Pela terceira vez, o Flamengo foi campeão invicto, a exemplo de 2011 e 2016. A campanha deste ano foi a seguinte: oito vitórias e um empate. Título garantido e uma safra que pode dar frutos no profissional.

Os destaques do título do Flamengo

A garotada do Flamengo se dividiu entre os profissionais, no Campeonato Carioca, e a Copinha. A ponte área deu certo. Atletas mostraram serviço nas duas frentes. A torcida está satisfeita. O principal nome é o atacante Vitor Gabriel, destaque na classificação para a final. Alia força e técnica, além de velocidade.

Publicidade

Leia também

Abel Braga tenta repetir fórmula que já deu certo no Fluminense
Por que o futuro de Neymar está longe do Real Madrid
Trio do PSG deixa no chinelo o tridente do Real Madrid: duelo vem aí
Neymar marca quatro gols num jogo pela quinta vez na carreira

Os outros dois nomes do ataque também se destacaram: Lucas Silva e Wendel, autor do gol do título. O primeiro já marcou entre os profissionais, assim como Pepê, camisa 10 da Copinha. O capitão Hugo Moura, volante, é outro que desperta atenção da torcida.

Publicidade

A zaga, com Patrick e Matheus Dantas, foi praticamente um paredão. O Flamengo tomou apenas três gols em toda a Copinha. O goleiro Yago também brilhou na final, com defesas difíceis.

A lista de campeões da Copinha

1º – Corinthinas – 10 títulos
2º – Fluminense – 5 títulos
3º – Internacional e Flamengo – 4 títulos
4º – São Paulo, Santos e Atlético – 3 títulos
5º – Ponte Preta, Nacional e Portuguesa – 2 títulos
6º – Juventus, Cruzeiro, Guarani, Vasco, América-SP, América-MG, Paulista, Roma Barueri, Marília, Santo André, Figueirense – 1 título