Publicidade

O Fluminense anunciou, nesta quinta-feira, uma espécie de barca. Oito atletas não farão parte do elenco tricolor em 2018: Arthur, Diego Cavalieri, Henrique, Higor Leite, Maranhão, Marquinho, Robert e Wellington Silva (lateral). Uma medida para reduzir a folha salarial e cumprir o orçamento, sem atrasar salários, por exemplo. O Flu precisa cortar na carne, numa dura realidade e de crise econômica. Três atletas desta lista retratam o que foi o poderio do clube em contraste com a situação atual de “vacas magras”.

Em 2011, ainda na época de parceria com a Unimed, o Fluminense contratou o goleiro Diego Cavalieri. Ele chegou com pompa para um time de peso. Cavalieri se despede do Tricolor com três títulos: Campeonato Brasileiro de 2012, Carioca de 2012 e Primeira Liga de 2016. É o 18º atleta que mais vestiu a camisa do Fluminense na história, com 352 jogos.

Publicidade

 

O lateral-direito Wellington Silva não teve tanta pompa, mas a contratação dele, em 2013, teve uma circunstância especial: vitória sobre o Flamengo, que gostaria de continuar com o atleta. O Fluminense teve força para vencer a concorrência.

LEIA MAIS

Publicidade

Veja jogadores do Corinthians que não foram campeões brasileiros
Van Dijk vira o defensor mais caro do futebol; Top 10 tem dois brasileiros
Palmeiras lidera lista de reforços já confirmados para 2018
Harry Kane acaba com hegemonia de Messi e Cristiano Ronaldo
Brasileiros ficam fora de seleção de jovens talentos da Fifa
Cristiano Ronaldo domina Messi e Neymar também na Internet

A contratação do zagueiro Henrique foi semelhante e já sem a Unimed – a parceria acabou em 2014. Em dezembro do ano seguinte, o Flu deu um chapéu no Flamengo para fechar com Henrique, que disputou a Copa do Mundo de 2014. O Tricolor pagou quase R$ 9 milhões pelo atleta.

A situação atual é bem diferente. O Fluminense, no momento, é coadjuvante no mercado da bola. Busca trocas com outros clubes. Gustavo Scarpa, por exemplo, pode ser usado como moeda para conseguir reforços. A ordem é arrumar a casa.

Veja o comunicado do Fluminense

Publicidade

O Fluminense inicia negociação para a saída de oito jogadores do elenco profissional. São eles: Arthur, Diego Cavalieri, Henrique, Higor Leite, Maranhão, Marquinho, Robert e Wellington Silva (lateral). O clube agradece aos atletas pela dedicação e o empenho enquanto vestiram a camisa Tricolor e os deseja sorte na sequência de suas carreiras.

Esse movimento visa reduzir a folha salarial de modo a que ela se adeque ao orçamento do clube e para cumprir com suas responsabilidades em 2018.

“O Fluminense está trabalhando para ter um grupo de jogadores que permita formar uma equipe competitiva em 2018 e que caiba no seu orçamento, dentro da atual conjuntura. Não queremos repetir os erros das contratações de 2015 e 2016. É uma mudança pontual que visa reduzir a folha salarial”, explicou Marcus Vinícius Freire, diretor executivo geral do clube.

Publicidade

Os demais jogadores se reapresentam no próximo dia 3 de janeiro no CT da Barra.