Publicidade

O discurso ainda é de pés no chão, mas o São Paulo já pode mudar a chave e o objetivo no Brasileiro: da luta contra o fantasma do rebaixamento a uma vaga na Libertadores. Após a vitória sobre o Atlético-GO, no sábado, jogadores e o técnico Dorival Júnior evitaram falar sobre G-7 e mantiveram a fala de que a meta é alcançar 47 pontos, número que acaba com risco de queda, segundo os matemáticos.

São Paulo já pode sonhar com uma vaga na Libertadores | Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Porém, o São Paulo já pode sonhar com a Libertadores e mudar o objetivo, sim. O time está mais perto do G-7, grupo de classificação para a Libertadores, do que da zona de rebaixamento. Nono colocado, com 43 pontos, o Tricolor Paulista está a quatro pontos do Flamengo, sétimo colocado. A distância para o Z-4 é de oito pontos.

Leia mais

Publicidade

Evra no Olympique: relembre casos de briga entre jogador e torcedor
Dirigentes presos? Del Nero deve se preocupar com histórico
Grêmio supera rivais brasileiros e busca ampliar história imortal na Libertadores
Renato Gaúcho alcança feito e entre em seleta lista da Libertadores

O São Paulo pode ficar ainda mais perto da Libertadores. Basta torcer para outro tricolor. Se o Grêmio conquistar o torneio deste ano, o G-7 vira G-8, aumentando uma vaga na competição. E ainda tem o Flamengo na semifinal da Copa Sul-Americana – um possível título rubro-negro também é uma boa para o clube paulista.

A reação do São Paulo

O Tricolor Paulista virou o primeiro turno na zona de rebaixamento, na 17ª colocação, com 19 pontos. Em 13 jogos no returno, já soma 24 pontos. Ao lado do Cruzeiro, o São Paulo lidera o segundo turno do Brasileiro: mais um motivo para sonhar e buscar uma vaga na Libertadores de 2018.

Publicidade

O embalado São Paulo vem de três vitórias consecutivas, sobre Atlético-GO, Santos e Flamengo. Hora de mudar o foco e alçar voos mais altos, não?