Futebol Brasileiro

Covid-19 mata o apresentador Rodrigo Rodrigues do SporTV

Covid-19 matou Rodrigo Rodrigues (Foto: SporTV)

O jornalista Rodrigo Rodrigues morreu nesta terça-feira vítima de complicações da Covid-19. Aos 45 anos, ele era apresentador do SporTV. O jornalista estava internado desde o último sábado na unidade de terapia intensiva do Hospital da Unimed, no Rio de Janeiro.

Covid-19 matou Rodrigo Rodrigues (Foto: SporTV)

O jornalista tinha sido diagnosticado com a Covid-19. Então foi afastado há dez dias do trabalho. Em um primeiro momento o vírus se manifestou de forma leve. Mas no último sábado ele precisou ser internado por apresentar um quadro de vômitos, desorientação e dor de cabeça. Ele foi diagnosticado com uma trombose venosa cerebral e teve que se submeter a uma cirurgia no domingo para aliviar a pressão intracraniana.

Leia também:

MQJ Memória: O adeus a Clébson! O substituto de Jorginho
MQJ Memória: 30 anos sem João Saldanha, o João Sem Medo

Contratado pelo SporTV em janeiro de 2019, o jornalista logo agradou ao público pelo bom humor com que conseguia conduzir as resenhas esportivas da casa. A interação com o público era enorme.

– Você até podia se esforçar para não gostar do Rodrigo, mas era muito complicado. Era impossível. Ele transmitia grande alegria – lamentou o jornalista André Rizek, colega de SporTV.

Rodrigo Rodrigues passou por várias emissoras

Rodrigo Rodrigues tinha muitos amigos no meio (Foto: SporTV)

Tendo iniciado carreira na Rede Vida, em 1995, ele ganhou fama na TV Cultura em 2001. Alguns anos depois, em 2011, aceitou convite da ESPN para apresentar o “Bate-Bola”, da ESPN Brasil. A partir dali a sua carreira decolou na área esportiova, se tornando uma referência como âncora na TV. Também passou pela TV Gazeta, pelo Esporte Interativo e pela Rádio Globo antes de ser contratado pela Globo no início de 2019.

– Ele tinha uma relação muito próxima dos ex-jogadores. Ele gostava das pessoas e de saber da carreira, saber da pessoa. Assim será uma perda que vamos sentir por muito tempo. Mas vamos lembrar da alegria dele – disse o ex-jogador Júnior.

Leia também:

MQJ Memória: Geraldo, o craque do Flamengo marcado por uma fatalidade
MQJ Memória: Margarida, o árbitro mais alegre da história do futebol

A família de Rodrigo não informou ainda quando ele será sepultado. Mas por conta da Covid-19 o velório não será aberto ao público. Assim seus fãs terão que guardar na lembrança os momentos de alegria que ele transmitia na telinha.

Você Também pode gostar