Contas contra degola: a pontuação dos times que caíram na virada dos turnos no Brasileirão

publicado em 06/11/2020 às 8:00

O Campeonato Brasileiro se afunila. O primeiro turno já virou passado para muitos clubes (outros tantos têm jogos atrasados). E o “desenho” da competição já indica qual será a briga dos times. E para escapar do rebaixamento, uma turma terá de lutar contra um retrospecto “perigoso”: no formato com quatro times caindo para a Série B, nunca os quatro últimos colocados ao fim do 1º turno escaparam, juntos, da degola no Brasileirão. Ou seja, no mínimo uma equipe que virou o turno no Z-4 foi rebaixada.

LEIA MAIS! Vasco e Independiente se acertam por Martín Benítez

O Mais Que Um Jogo mergulhou no histórico da zona de rebaixamento do Brasileirão na era dos pontos corridos, de 2003 para cá. Em duas ocasiões, os quatro clubes que fecharam o turno no Z-4 foram rebaixados. Aconteceu no ano passado, inclusive.

No momento, Coritiba, Bragantino, Athletico-PR e Goiás estão no Z-4 no fechamento do primeiro turno e terão de lutar contra este histórico negativo na sequência do Brasileirão. O Furacão, com um jogo a menos, pode sair da zona da degola, desde que vença a partida adiada, contra o Atlético-MG, fora de casa, e tire a diferença no saldo de gols em relação ao Vasco. Já o Esmeraldino, lanterna, tem dois jogos a menos. Porém, continua no Z-4, mesmo se vencer as duas partidas.

O histórico do Z-4 do Brasileirão na virada de turno

Em 2003

Na primeira edição dos pontos corridos, com 24 clubes, o regulamento previa a queda de apenas dois times. Fortaleza, com 49 pontos, e Bahia, com 46, foram os rebaixados. Eles viraram o turno fora da zona da degola. O clube baiano ocupava a 18ª colocação, com 25 pontos, dois a mais em relação à zona de rebaixamento, enquanto o clube cearense era o 21º colocado, com 23 pontos, um a mais do que o Grêmio, que abria o Z-4. O Goiás era o lanterna naquele momento, com 21 pontos.

Bahia rebaixamento Brasileirão 2003

Bahia tomou de 7 a 0 do Cruzeiro em 2003 | Foto: Reprodução

Em 2004, pela 1ª vez, quatro caíram no Brasileirão

Foi a primeira edição em que quatro clubes foram rebaixados: Criciúma (50 pontos), Guarani (49 pontos), Vitória (48 pontos) e Grêmio (39 pontos). Destes, apenas o Bugre virou o primeiro turno no Z-4, com 22 pontos, na 21ª colocação. O clube catarinense ocupava a 13ª posição, com 32 pontos, enquanto o clube baiano era o 16º com 29 pontos. O Grêmio estava na 19ª colocação, com 26 pontos.

Grêmio rebaixamento Brasileiro

Reprodução Internet

Galo não escapa do rebaixamento no Brasileirão de 2005

Coritiba (49 pontos), Atlético-MG (47 pontos), Paysandu (41 pontos) e Brasiliense (41 pontos) foram os clubes rebaixados em 2005, num torneio disputado por 22 times. Ao fim do primeiro turno, Coxa, na 13ª posição, com 29 pontos, e Brasiliense, no 17º lugar, com 25 pontos, estavam fora da zona da degola, enquanto Galo, lanterna com 16 pontos, e Paysandu, 20º colocado, com 19 pontos, já estavam no Z-4.

Atlético-MG Brasileirão 2005

Reprodução Internet

No Brasileirão de 2006

Foi a primeira edição com 20 clubes. Santa Cruz (28 pontos), São Caetano (36 pontos), Fortaleza (38 pontos) e Ponte Preta (39 pontos) foram os clubes rebaixados. Destes, o clube pernambucano era o lanterna, com 18 pontos, na virada de turno e o time cearense ocupava a 18ª colocação, com 20 pontos. O São Caetano era então o 10º colocado, com 25 pontos, enquanto a Ponte estava no 15º lugar, com 22 pontos.

fantasma Série B

O temido fantasma da Série B | Foto: Reprodução Internet

Corinthians ‘puxa fila’ no Brasileirão de 2007

Corinthians (44 pontos), Juventude (41 pontos), Paraná (41 pontos) e América-RN (17 pontos) caíram naquela ocasião, sendo que o clube gaúcho e o potiguar terminaram o 1º turno na zona de rebaixamento (o Juventude na 19ª posição, com 16 pontos, e o América-RN na lanterna, com apenas dez pontos). O Corinthians fechou o primeiro turno na 13ª colocação, com 26 pontos, enquanto o Paraná foi o 16º lugar, com 24 pontos.

Corinthians Brasileirão 2007 rebaixamento

Reprodução Internet

O primeiro rebaixamento do Vasco

Os quatro rebaixados foram: Figueirense (44 pontos), Vasco (40 pontos), Portuguesa (38 pontos) e Ipatinga (35 pontos). Destes, o Gigante da Colina abria o Z-4 na virada de turno, com 19 pontos, e o clube mineiro segurava a lanterna, com 16 pontos. Já o Figueira era o 11º colocado, com 25 pontos, enquanto a Lusa estava na 14ª posição, com 22 pontos.

Vasco rebaixamento

Reprodução Internet

Cenas de selvageria na queda em 2009

Coritiba (45 pontos), Santo André (41 pontos), Náutico (38 pontos) e Sport (31 pontos) caíram em 2009. Destes, três viraram o turno na zona de degola: Santo André na 17ª posição, com 18 pontos, Náutico no 18º lugar, com 18 pontos, e Sport na lanterna, com 13 pontos. O Coxa estava uma posição acima do Z-4, com 19 pontos.

Coritiba Brasileirão 2009

Confusão depois da queda do Coritiba | Foto: Reprodução Internet

Brasileirão de 2010

Os quatro rebaixados para a Série B foram: Vitória (42 pontos), Guarani (37 pontos), Goiás (33 pontos) e Grêmio Barueri (28 pontos). Destes, o Barueri, 19º colocado, com 16 pontos, e o Esmeraldino, lanterna, com 13 pontos, fecharam o turno no Z-4. O Bugre era então o nono colocado, com 26 pontos, enquanto o clube baiano era o 15º lugar, com 22 pontos.

Vitória 2010

Clube baiano caiu em 2010 | Foto: Divulgação

O rebaixamento de 2011

Athletico-PR (41 pontos), Ceará (39 pontos), América-MG (37 pontos) e Avaí (31 pontos) foram rebaixados. Apenas o Ceará não virou o 1º turno na zona da degola – era o 13º colocado, com 25 pontos. O Athletico estava na 17ª posição, com 18 pontos, o clube catarinense era o 18º lugar, com 17 pontos, e o Coelho segurava a lanterna, com 13 pontos.

Givanildo de Oliveira América-MG Brasileiro

Givanildo não conseguiu salvar o América-MG | Foto: Estevão Germano / América / Divulgação

Palmeiras cai no Brasileirão de 2012

Os quatro rebaixados foram: Sport (41 pontos), Palmeiras (34 pontos), Atlético-GO (30 pontos) e Figueirense (30 pontos). Todos estavam na zona de rebaixamento ao fim do 1º turno: o Figueira era o lanterna, com 14 pontos, o Sport figurava na 19ª posição, com 15 pontos, o clube goiano era o 18º lugar, com 16 pontos, e o Verdão era o 17º colocado, com 16 pontos.

Palmeiras Brasileirão 2012

Reprodução Internet

Punição à Lusa e novo rebaixamento do Vasco

Portuguesa (44 pontos), Vasco (44 pontos), Ponte Preta (37 pontos) e Náutico (20 pontos) foram os rebaixados. Em 2013, houve a punição à Lusa pela escalação irregular de jogador, perdendo pontos que culminaram no rebaixamento. Apenas o clube carioca não figurava no Z-4 na virada de turno. O Vasco era o 11º colocado, com 24 pontos. Já a Lusa era a 18ª, com 15 pontos, enquanto a Ponte ocupava a 19ª colocação, com 15 pontos, e o Náutico segurava a lanterna, com dez pontos.

Vasco 2013

Reprodução Internet

Botafogo é rebaixado no Brasileirão de 2014

Os quatro times que caíram para a Série B foram: Vitória (38 pontos), Bahia (37 pontos), Botafogo (34 pontos) e Criciúma (32 pontos). Destes, apenas o Fogão não aparecia no Z-4 na virada de turno – era o 14ª colocado, com 22 pontos. O clube catarinense ocupava a 17ª posição, com 18 pontos, enquanto o Bahia era o 19º lugar, com 17 pontos, e o Vitória era o lanterna, com 15 pontos.

Botafogo Brasileirão 2014

Reprodução Internet

Nova queda do Vasco no Brasileirão

Avaí (42 pontos), Vasco (41 pontos), Goiás (38 pontos) e Joinville (31 pontos) foram rebaixados na ocasião. E três deles viraram o turno na zona da degola. O clube carioca era o lanterna, com 13 pontos, enquanto o Joinville aparecia na 19ª posição, com 16 pontos, e o Coxa no 18º lugar, com 18 pontos. O Avaí estava na 16ª posição, com 20 pontos.

Vasco Brasileirão 2015

Reprodução Internet

Internacional cai em 2016

Os quatro clubes rebaixados foram: Internacional (43 pontos), Figueirense (37 pontos), Santa Cruz (31 pontos) e América-MG (28 pontos). Destes, apenas o Inter estava fora do Z-4 ao fim do 1º turno – era o 14º colocado, com 22 pontos. O Figueira abria a zona da degola, com 21 pontos, enquanto o Santa Cruz ocupava a 19ª colocação, com 18 pontos, e o América era o lanterna, com 13 pontos.

Internacional 2016

Reprodução Internet

O rebaixamento do Brasileirão de 2017

Coritiba (43 pontos), Avaí (43 pontos), Ponte Preta (39 pontos) e Atlético-GO (36 pontos) caíram naquela edição, sendo que o clube catarinense, na 19ª posição, com 18 pontos, e o time goiano, lanterna com 12 pontos, fecharam o 1º turno no Z-4. Já o Coxa era o décimo colocado, com 25 pontos, enquanto a Ponte aparecia na 14ª posição, com 23 pontos.

Coritiba 2017 Brasileiro

Coxa não conseguiu se salvar | Foto: Coritiba / Divulgação

O rebaixamento de 2018

Os quatro clubes que caíram para a Série B foram: Sport (42 pontos), América-MG (40 pontos), Vitória (37 pontos) e Paraná (23 pontos). Destes, apenas o Coelho não estava no Z-4 na virada de turno – era o 11º colocado, com 22 pontos. O Sport ocupava a 17ª posição, com 20 pontos, enquanto o Vitória aparecia no 18º lugar, com 19 pontos, e o Paraná era o lanterna, com 14 pontos.

Sport Brasileiro 2018

Sport caiu em 2018 | Foto: Ivan Storti / Santos / Divulgação

Cruzeiro rebaixado no Brasileirão do ano passado

Em 2019, Cruzeiro (36 pontos), CSA (32 pontos), Chapecoense (32 pontos) e Avaí (20 pontos) caíram para a Série B. Todos eles estavam no Z-4 ao fim do primeiro turno: a Raposa ocupava a 17ª posição, com 18 pontos, o CSA era o 18º lugar, com 16 pontos, a Chape aparecia na 19ª colocação, com 14 pontos, e o Avaí era o lanterna, com 13 pontos.

Cruzeiro 2019 Brasileiro

Elenco experiente não salvou o Cruzeiro | Foto: Twitter / Mineirão / Divulgação

Deixe seu comentário:

Comentário