Fluminense

Primo de Marcelo entra na Justiça após um jogo no Fluminense

Ramon jogou uma vez pelo Fluminense (Foto: Divulgação)

A série de processos trabalhistas segue aumentando no Fluminense. O capítulo do dia envolve uma situação curiosa. O primo do lateral-esquerdo Marcelo, revelado nas categorias de base do Fluminense e hoje no Real Madrid, ingressou com uma ação cerca de R$ 230 mil em indenizações. O atacante Ramon, de apenas 21 anos, atuou apenas uma vez no time profissional do Tricolor, com quem teve contrato por seis anos.

Ramon jogou uma vez pelo Fluminense (Foto: Divulgação)

Ramon chegou ao Fluminense em 2014, quando assinou seu primeiro contrato com o clube. Permaneceu vinculado ao Tricolor até 2020. Mas fez apenas um jogo com os profissionais no Campeonato Carioca de 2018.

Ramon está no futebol japonês

Apesar do pouco tempo em campo, Ramon vai custar caro ao Fluminense. O jogador cobra dentre outras coisas, cerca de R$ 72 mil em salários atrasados, R$ 52 mil em férias atrasadas e cerca de R$ 32 mil pelo não recolhimento do FGTS. Além disso cobra valores referentes a multas e honorários advocatícios. O montante totaliza os cerca de R$ 230 mil.

Leia também:

Fluminense ameniza pendências financeiras com o elenco
Fluminense prepara lista de negociáveis

Ramon atualmente defende o FC Ryukyu, do Japão. A ação foi impetrada pelo advogado do jogador, Neimar Quesada, no Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, no Rio de Janeiro. Somados todos os processos que o Fluminense sofreu este ano o clube já deve mais do que R$ 10 milhões. Logicamente se os reclamantes conseguiram provar as cobranças.

Você Também pode gostar