Publicidade

Um adversário que está fora de alcance, mas que vem minando o rendimento dos clubes no Campeonato Brasileiro. A pandemia vem fazendo estragos país à fora. Mas alguns clubes sofrem mais do que os outros. Ao mesmo tempo que luta para chegar ao G-4 no Campeonato Brasileiro, o Fluminense convive com muitos desfalques no elenco. O Tricolor, assim como muitos outros clubes, está sendo atingido por uma segunda onda de casos de Covid-19.

Elenco do Fluminense sofre com baixas (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

Para a partida da próxima segunda-feira contra o Bragantino, o técnico Odair Hellmann terá oito jogadores do elenco principal fora de combate. O goleiro Muriel, o laterais Danilo Barcelos e Egídio, os zagueiros Nino e Digão, os volantes Yuri e Hudson, e o atacante Michel Araújo.

Leia também:

Publicidade

Calegari admite substituir Dodi: ‘Estou preparado’
Fluminense só terá Felippe Cardoso até o fim do Brasileirão

Apesar dos problemas, o clima no clube é de confiança. Nesta sexta-feira, o zagueiro Matheus Ferraz concedeu entrevista coletiva no CT e falou sobre o assunto.

– Eu acho que é mais um episódio que vem acontecendo. Um tempo atrás a gente teve também um episódio que teve bastante casos e tirou bastante jogadores, só que o nosso elenco tem demonstrado força e correspondido bastante. Temos feito um trabalho também no Sub-23, e isso dá confiança para quem possa entrar – minimizou Ferraz, que viu até um lado positivo.

Publicidade

– Eu mesmo que não vinha jogando vou ter minha oportunidade, então acho que todo mundo vem treinando muito bem, e o Odair vem dando confiança pra todos e sendo bastante coerente em suas decisões. Tenho certeza que nesse jogo aí, a equipe que for entrar jogando vai estar preparada pra suprir toda a necessidade possível – completou.

Matheus Ferraz minimiza impactos

Matheus Ferraz prefere minimizar o problema (Foto: Divulgação)

Além do Flu, equipes como Vasco, Palmeiras, Santos e Atlético Mineiro foram atingidas em cheio pela Covid. Para Matheus Ferraz, entretanto, isso não é motivo para se pensar em paralisar o Brasileirão.

– Na minha opinião, não deve parar. Está acontecendo com todas as equipes. Infelizmente, estamos expostos. Temos de tomar os cuidados. Sabemos a luta para isso acabar – afirmou.

Publicidade

Com ou sem o grupo completo, o Bragantino promete ser um adversário difícil para o Tricolor no Maracanã. A equipe do interior paulista luta para se afastar da zona do rebaixamento e vem de uma goleada por 4 a 0 sobre o Bahia, na última rodada.