Publicidade

O Fluminense está correndo risco de ser multado em R$ 50 mil por supostamente ter feito propaganda eleitoral. O fato foi desencadeado após postagens em redes sociais mostrando uma visita ao clube do ex-prefeito Eduardo Paes, candidato do DEM à eleição municipal de novembro. Na ocasião ele estava acompanhado da candidata a vereadora Laura Carneiro. Ela inclusive que teria feito as postagens.

Mário Bittencourt apresentou a defesa do Fluminense (Foto: Divulgação)

Diante do fato a candidata do PDT, delegada Martha Rocha, entrou com uma representação contra o Fluminense junto ao Ministério Público. O caso passou então a ser investigado e os desdobramentos acontecerão nos próximos dias.

O presidente Mário Bittencourt, que é advogado, já enviou a defesa do clube ao Ministério Público. O dirigente teria alegado que o espaço do CT não está aberto ao público, que houve apenas uma visita e que o próprio Tricolor solicitou que as postagens fossem retiradas da internet para não passar uma falsa impressão.

Eduardo Paes é torcedor do Vasco

Publicidade

Candidato a prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes é torcedor declarado do Vasco.

Leia também:

Fluminense espera Felipão para contratar atacante do Cruzeiro
Reforços! Fluminense fecha com pacotão do Náutico

Publicidade

A tendência é que o caso seja arquivado devido ao fato de o Fluminense ter se posicionado rapidamente e trabalhado no sentido de evitar o uso do clube como propaganda eleitoral. Mas ainda será preciso aguardar para ver se o Ministério Público vai levar o processo adiante.