Publicidade

Na parte de cima da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro e pensando em uma vaga na próxima Copa Libertadores, o Fluminense não pode pensar em perder pontos na próxima segunda-feira. O time recebe o Bragantino no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ). Mas o técnico Odair Hellmann tem um drama para montar o time. Ele não tem volantes considerados titulares para este compromisso.

Yago Felipe desfalca o Fluminense (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

Antes da vitória de 2 a 1 sobre o Internacional, Odair já tinha perdido dois jogadores da posição. Dodi foi afastado pela diretoria porque se recusou a renovar o contrato, que se encerra em 31 de dezembro. O quadro se agravou porque Hudson, seu companheiro de setor, testou positivo para a Covid-19. Os dois não estarão em ação contra o Bragantino.

Leia também:

Publicidade

Fluminense tem caminho livre para terminar 2020 no topo
Fluminense teme chance de cirurgia em Yago

Quem jogou no setor foi outro homem de confiança de Odair. Trata-se de Yago Felipe. Mas o jogador sofreu uma lesão no ligamento colateral medial do joelho direito e vai ficar de duas a três semanas parado.

Odair deve apelar para Yuri e André

Hudson e Dodi não jogam contra o Bragantino (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

Diante deste cenário Odair vai precisar apelar para Yuri e André. Mas estão longe de passar total tranquilidade ao treinador do Fluminense.

Publicidade

Nas demais posições, o Fluminense segue sem poder contar com o lateral-esquerdo Egídio, o zagueiro Nino e o atacante Michel Araújo, afastados por conta do Coronavírus, já estão fora. Dos que estão infectados o único que será liberado é o atacante peruano Fernando Pacheco. O lateral-direito Igor Julião, que não atuou contra o Internacional em virtude de dores musculares, e o atacante Fred, se recuperando de entorse no tornozelo direito, serão reavaliados.