Publicidade

A notícia da morte de Alexsandro Javier Arce, filho do técnico Francisco Arce, pegou todos de surpresa no fim de semana. A tragédia fez com que o Cerro Porteño-PAR pedisse o adiamento da partida contra o Fluminense, pela Libertadores.

Tanto os tricolores quanto a Conmebol atenderam o pedido dos paraguaios. Com isso, o duelo de volta entre Fluminense e Cerro Porteño foi agendado para o dia 3 de agosto, no Maracanã.

Alex tinha 20 anos e faleceu em acidente de carro (Foto: Reprodução)

Por meio das redes sociais, o clube paraguaio agradeceu pela compreensão.

Publicidade

“O Club Cerro Porteño comunica que, com relação a postergação da partida entre Fluminense e Cerro Porteño, pelas oitavas de final da Conmebol Libertadores 2021, reconhece a Conmebol e em especial ao Fluminense FC pelo gesto de cavalheirismo, colocando na frente o lado humano e a competência, aceitando a solicitação de postergar o encontro, entendendo e respeitando o momento de dor do nosso técnico, o Professor Francisco “Chiqui” Arce”.

Relacionadas

Com o adiamento, o técnico Roger Machado ganhou a semana livre para trabalhar visando o duelo contra o Palmeiras, neste sábado, em São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro.

Comentários