Fluminense

Apito cruel! Relembre vezes em que o Fluminense ficou na bronca com a arbitragem

Fluminense segurava o Inter. Mas acabou perdendo em 1992 (Foto: Reprodução Youtube)

Polêmica é uma das coisas que movem o futebol. Todos os clubes têm histórias para contar. O Fluminense não é exceção. E quando o assunto são erros de árbitros a discussão aumenta. Em algumas ocasiões o Fluminense ficou na bronca com a arbitragem.

Fluminense segurava o Inter. Mas acabou perdendo em 1992 (Foto:  Youtube)

A lista de reclamações do Fluminense têm derrotas traumáticas em decisões de campeonatos. O maior exemplo foi a sofrida perda da Copa do Brasil de 1992, até hoje reclamada pelo Tricolor. O Internacional ficou com o caneco.

O MAIS QUE UM JOGO relembra as vezes em que o Fluminense ficou na bronca com a arbitragem:

1992 – Copa do Brasil

o fluminense vinha segurando o empate sem gols com o internacional no beira-rio e garantindo o título da copa do brasil. afinal de contas, tinha ganho na ida, nas Laranjeiras, por 2 a 1. Aos 41 minutos o zagueiro Pinga se jogou na área e o árbitro José Aparecido de Oliveira embarcou a marcou o Pênalti. O zagueiro Célio Silva cobrou e fez o gol. No retorno ao Rio de Janeiro o árbitro estava no mesmo avião dos tricolores e quase foi agredido pelo zagueiro Vica.

1997 – Final da Taça Rio

Nildo ficou na bronca com a arbitragem (Foto: Reprodução Youtube)

O Fluminense perdeu o título da Taça Rio em um empate sem gols com o Botafogo, que tinha a vantagem da igualdade. Mas um pênalti do lateral-esquerdo Jefferson no atacante Nildo foi ignorado pela arbitragem prejudicando o Fluminense. Assim os tricolores ficaram na bronca.

Leia também:

Nenê é o jogador do elenco do Fluminense com coronavírus
Fluminense vê aumentar a pressão para fazer dinheiro com Robinho

2016 – Campeonato Brasileiro 2016

O Fluminense foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 1 no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). Além de uma falta de Réver no primeiro gol, os tricolores reclamam da intervenção externa na anulação do gol de Henrique. O árbitro Sandro Meira Ricci demorou 14 minutos para anular o tento dos tricolores. Mas acabou anulando o tento.

2017 – Final do Campeonato Carioca

O Fluminense vencia o Flamengo na segunda partida da final do Campeonato Carioca por 1 a 0. O resultado levaria a decisão para os pênaltis. Quando os 39 minutos Réver cabeceou, o goleiro Diego Cavalieri deu rebote e Paolo Guerrero empurrou para o fundo da rede. Entretanto, o zagueiro flamenguista cometeu falta no centroavante Henrique Dourado quando subiu para cabecear a bola. Mas valeu o gol e o título flamenguista.

2019 – Campeonato Brasileiro

O Fluminense, tentando se afastar da zona de rebaixamento, abriu o placar contra o Vasco em São Januário. Entretanto, os zagueiros Digão e Frazan foram expulsos deixando o Fluminense com nove homens em campo. Assim o cenário ficou prefeito para a virada vascaína por 2 a 1. Mas os tricolores reclamam até hoje.

2019 – Bahia 3 x 2 Fluminense

O Fluminense reclama até hoje de um pênalti mau marcado e que teria sido cometido pelo lateral-direito Gilberto. Além disso, na jogada que culminou na penalidade o atacante tricolor pênalti sofreu falta. Mas no fim deu Bahia.

Leia também:

Yuri defende posicionamento do Fluminense
Joia da base do Fluminense assina primeiro contrato com o clube

Você Também pode gostar