Publicidade

O time principal do Flamengo fez sua estreia na temporada com uma vitória tranquila sobre o Bangu. Jogando pelo Campeonato Carioca em Volta Redonda, o Rubro-Negro saiu de campo com o placar de 3 a 0. Mas apesar do bom desempenho em campo, fica a dúvida se o time será competitivo contra um adversário como o Palmeiras. As duas equipes disputam a Supercopa do Brasil daqui a dez dias.

Rogério Ceni (Reprodução FlaTV)

O técnico Rogério Ceni optou por dar descanso à equipe após a conquista do Brasileirão no fim de fevereiro. Além disso, de 15 de março para cá, o time só treinou enquanto uma equipe alternativa disputava o estadual.

– Por uma estreia acho que foi muito bom. Jogamos com uma intensidade boa, então os duplo períodos que nós treinamos acho que ajudou bastante. O descanso primeiro que eles tiveram ajudou bastante. E esses 22 treinos em 14 dias também ajudou muito. Mas a gente tinha uma dúvida com relação à expectativa do que ia render. O time conseguiu 90% do tempo jogar bem em cima do adversário – avaliou Ceni após o jogo contra o Bangu.

Publicidade

Leia também:

Com titulares, Flamengo vence o Bangu

Arrascaeta: ‘Fomos bem, mas acredito que podemos melhorar’

Ceni projeta time competitivo contra o Palmeiras

Publicidade

Antes do duelo decisivo, o Flamengo terá apenas mais uma partida para melhorar o ritmo de jogo. O treinador, contudo, está confiante.

– Vamos tentar ser competitivos. O Palmeiras é um grande time, vem de dois títulos importantes na temporada, tanto a Libertadores quanto a Copa do Brasil. É um jogo importante – afirmou Ceni.

– Nós temos já o Madureira na próxima segunda, não podemos esquecer, e vamos nos preparando para encarar. O jogo do dia 11 é extremamente importante com duas das equipes que ganharam no ano torneios importantes. Vamos torcer para que a gente tenha uma noite boa como hoje – completou.

Publicidade

O Flamengo lidera o Cariocão com 16 pontos em sete jogos, restando quatro jogos para o fim da fase classificatória. Na próxima segunda-feira, o Rubro-Negro encara um time teoricamente mais difícil,  porque o Madureira está no G-4 e é a única equipe ainda invicta na competição.