Publicidade

Rodrigo Caio hoje é titular absoluto da defesa do Flamengo. Quando ele não está em campo normalmente o setor vira problema. Mas o drama pode continuar grande, uma vez que o jogador ainda sente um incômodo no adutor da coxa direita. Assim pode ser desfalque na próxima terça-feira, contra o La Calera, pela Copa Libertadores.

Rodrigo Caio nos últimos meses tem convivido com seguidas lesões musculares. O camisa três deixou o duelo contra o Portuguesa no sábado com um incômodo no adutor da coxa direita. Embora exames indicarem uma lesão leve, ele está fora da próxima partida, diante do Volta Redonda, pelo Campeonato Carioca.

Rodrigo Caio Flamengo Rodrigo Caio tenta se recuperar de lesão muscular (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação)

O local da lesão é o mesmo que o perturbou na reta final do Brasileirão. Em janeiro, Rodrigo Caio chegou a disputar algumas partidas no sacrifício, o que agravou a lesão. Por conta disso, o jogador passou as férias em tratamento para retornar no início da temporada.

Rodrigo Caio não treinou com o grupo

Publicidade

 

Gustavo Henrique está longe de ser unanimidade no Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Na reapresentação do elenco nesta quinta-feira, no Ninho do Urubu, Rodrigo Caio não foi a campo com os companheiros e ficou sob os cuidados do departamento médico.

O desfalque vem num momento ruim para a retaguarda rubro-negra, que tem sofrido muitos gols nas últimas partidas. O setor é o mais criticado da equipe de Rogério Ceni. Contra o Vélez Sarsfield Gustavo Henrique, que formou dupla com o improvisado Willian Arão, falhou em vários lances. Comprometeu o time nos dois gols e a tragédia só não foi maio porque os cariocas ganharam por 3 a 1.

Publicidade

Após vencer o Vélez Sarsfield na estreia da Libertadores, a equipe se prepara para enfrentar o Volta Redonda. O duelo deste sábado no Maracanã pode decidir o campeão da Taça Guanabara. Pela segunda rodada da competição continental, o Flamengo vai receber o Unión La Calera, do Chile, na próxima terça-feira, também no Maracanã.

Comentários