Publicidade

Rogério Ceni foi contratado pelo Flamengo com total liberdade para escalar o time que desejar. Mas isso vai sofrer uma pequena modificação para a partida desta quarta-feira, às 21h30(de Brasília), no Morumbi, em São Paulo (SP), pela rodada de volta das quartas de final da Copa do Brasil. Isso porque Ceni não vai decidir sozinho escalação do Flamengo contra São Paulo. Algumas situações estão sendo tratadas internamente como além da decisão do treinador. Uma delas é a escolha pelo jovem Lincoln como comandante de ataque.

Lincoln pode enfrentar o São Paulo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Lincoln é o único centroavante disponível para um jogo em que o Flamengo vai precisar de pelo menos dois gols para se classificar diretamente, sem necessidade de penalidades. Gabigol que tinha esperanças de jogar teve diagnosticada uma fadiga acentuada na coxa direita. O jogador iniciou tratamnento, mas não fopi relacionado para a partida desta quarta-feira. Além disso Pedro, que sofreu uma lesão no adutor da coxa direita quando estava a serviço da Seleção Brasileira, fica de fora.

Leia também:

Publicidade

Nada feito! CBF mantém arbitragem para duelo na Copa do Brasil
Clube dos Emirados tenta tirar Guilherme Bala do Flamengo

O MAIS QUE UM JOGO apurou que Rogério Ceni vai conversar com o restante da comissão técnica e até com membros da diretoria para definir a situação. Mas isso só acontecerá se ele fizer a opção por Lincoln. Isso porque existe uma preocupação com o estado psicológico do atleta.

Lincoln perdeu gol feito contra o Atlético-GO

Em má fase, Lincoln perdeu gol feito contra o Atlético-GO (Foto: Premiere)

Lincoln nunca foi unanimidade entre os torcedores. Mas a situação se agravou quando o atleta, revelado nas categorias de base do clube, perdeu um gol decisivo no fim do empate por 1 a 1 com o Atlético-GO. Essa situação inclusive pode fazer Ceni declinar de jogar com um centroavante e optar por alguma improvisação. Nomes como Pedro Rocha, Vitinho ou Michael podem ser usados no comando do ataque. Outra possibilidade é um desses três jogar pelo lado do campo, com Bruno Henrique mais centralizado.

Publicidade

Outra decisão que não vai depender apenas de Ceni é a escalação do lateral-direito Isla e do meia Everton Ribeiro, que jogam nesta terça-feira por Chile e Brasil, respectivamente, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. O clube montou uma estratégia para que eles cheguem a tempo do jogo em São Paulo. A questão é que o estado físico vai prevalecer e a decisão deles serem usados ou não será da fisiologia e do departamento médico.

Flamengo tem desfalque em todos os setores

Gabigol e Pedro desfalcam o Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/CRF)

O Flamengo tem muitos problemas para este jogo. Além de Pedro e Gabigol, o time não terá atletas importantes em outros setores. Diagnosticado nesta segunda-feira com uma lesão no ligamento anterior cruzado do joelho esquerdo, o volante Thiago Maia só retornará em 2021. O lateral-esquerdo Filipe Luís, o zagueiro Rodrigo Caio e o meia Diego também não vão reunir condições de jogo. Os dois primeiros se recuperam de lesão e o meia está em transição para o gramado.

O Flamengo perdeu o duelo de ida por 2 a 1 no Maracanã e agora precisa ganhar por dois ou mais gols de vantagem para se classificar ou por um gol de diferença para forçar a disputa de pênaltis. O Tricolor paulista tem a vantagem do empate. Na Copa do Brasil o gol como visitante já não vale mais como critério de desempate.