Publicidade

Agora só falta entrar em campo e conquistar a terceira vitória seguida na Copa Libertadores. O Flamengo encerrou na tarde desta segunda-feira a preparação para o duelo desta terça-feira com a LDU. A atividade foi em uma altitude de 2.850 metros.

A pandemia da Covid-19 mudou a rotina do Flamengo para partidas na altitude. Ao invés de chegara a Quito momentos antes do jogo, como habitualmente fazem as equipes brasileiras, o Rubro-Negro teve de desembarcar na capital equatoriana na noite deste domingo. Nesta terça-feira, o Mengão encara a LDU pela terceira rodada do grupo G da Libertadores.

Bruno Henrique na chegada a Quito (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Na tarde desta segunda-feira, portanto, foi em solo equatoriano que a equipe de Rogério Ceni realizou o seu último treino para a partida. As atividades aconteceram no Estádio Olímpico Atahualpa, situado a 2.850 metros de altitude.

Publicidade

O Flamengo enfrentará a LDU com duas ausências de peso, o zagueiro Rodrigo Caio e o meia Gerson. A dupla não viajou com a delegação e se recupera de problemas musculares no Rio de Janeiro.

Flamengo e LDU se enfrentaram apenas duas vezes na história, pela Libertadores de 2019. No ano em que conquistou o bicampeonato, o Rubro-Negro foi derrotado em Quito por 2 a 1.

Relacionadas

Naquela partida, Bruno Henrique colocou o Fla em vantagem aos 18 do primeiro tempo, mas a LDU empatou nos acréscimos. Além disso no segundo tempo, a equipe equatoriana virou aos 28 minutos.

Publicidade

Líder do Grupo G com seis pontos, o Flamengo perderá o posto na tabela em caso de derrota, já que a LDU, com quatro pontos, iria a sete.

Comentários