Publicidade

O Flamengo e Lincoln não vêm se entendendo bem. E a polêmica envolvendo o nome do jovem atacante, de 19 anos, ganhou mais um capítulo neste sábado. Empresário do atleta, Victtão Remiro se posicionou sobre a decisão do clube de “descer” Lincoln para a categoria sub-20.

Lincoln Flamengo Lincoln vive dias tumultuados no Flamengo | Foto: Alexandre Vidal / CRF / Divulgação

Contestado no time profissional, o departamento de futebol do Flamengo decidiu que o atacante treinaria com o time sub-20. Lincoln, primeiramente, recusou e foi advertido pelo clube nesta quinta-feira.

MAIS! ‘Time enganador’, ‘SUS melhor do que o DM’… torcida do Flamengo protesta

Publicidade

Lincoln, nesta sexta-feira, cumpriu a determinação do departamento de futebol e treinou com o time sub-20. Um dia depois, o empresário se posicionou a respeito.

LEIA MAIS! Baixa no Flamengo: Thiago Maia deve ficar oito meses fora de combate

Além da questão de treinar com sub-20, há outra “pendência” em relação a Lincoln. O Flamengo se animou com uma proposto do Pafos, do Chipre, pelo atacante. Porém, o atleta espera uma oferta de um centro melhor.

O posicionamento do empresário de Lincoln sobre decisão do Flamengo

Publicidade

“Isso foi um tremendo desrespeito do Departamento de Futebol Profissional, o Lincoln ter descido para treinar com a base. Mas vamos falar em um contexto geral? Ele desceu para treinar lá por respeito ao departamento da base, por todo carinho que teve enquanto atuou lá. Deixemos a hipocrisia de lado. Esse movimento do Flamengo só desvaloriza o próprio ativo do clube.

Também quero lembrar que ele está no time profissional há três anos. Nunca desceu para jogar na base neste período e vai descer justamente agora, faltando quase duas semanas para completar 20 anos? Mas quero frisar novamente: em respeito ao Departamento da Base do Flamengo, às pessoas que comandam a Base do clube que sempre tiveram carinho, deram suporte e confiança ao jogador, o atleta resolveu descer.”