Publicidade

O Flamengo terá pela frente um rival que sabe se defender como poucos. O Racing da Argentina foi sorteado nas bolinhas para cruzar com o Rubro-Negro nas oitavas de final da Copa Libertadores. O time argentino tem uma das melhores defesas da competição e ganhou todos os jogos como visitante na fase de grupos. Um alerta importante para o Rubro-Negro: é fundamental fazer a lição de casa na partida de ida.

Lisandro López comanda o Racing, mas é veterano (Foto: Racing)

A Conmebol anunciou a tabela das oitavas de final. O duelo de ida será na Argentina, no Estádio Presidente Perón, na terça-feira 24 de novembro. Exatamente uma semana depois, em 1 de dezembro, os times se reencontram no Maracanã.

Leia também:

Publicidade

Flamengo tem caminho ingrato na luta pelo bi da Libertadores
Veja os confrontos das oitavas da Copa Libertadores

Pelo que se viu na fase de grupos o Flamengo precisa de um bom resultado como visitante. O Racing não sabe o que é perder longe da Argentina e não pegou rivais tão simples assim. Inicviou a disputa vencendo o Estudiantes de Mérida por 2 a 1 na Venezuela. Mas depois conseguiu se impor contra rivais com mais história na Copa Libertadores. Bateu o Alianza Lima por 2 a 0 no Peru. E no Uruguai, contra o Nacional, fez 2 a 1.

– O nosso time joga com intensidade onde quer que esteja. O fator campo não pode nos intimidar, pois senão estamos dando um passo para a derrota – diz Sebastián Beccacece, treinador da equipe.

Publicidade

Sebastián Beccacece foi auxiliar de Jorge Sampaoli na seleção argentina na Copa do Mundo da Rússia. É fã do estilo de Pep Guardiola. Mas o que mais chama atenção no time argentino é mesmo a capacidade de se defender.

Racing sofreu apenas quatro gols na Copa Libertadores

Sebastian Beccacece dirige o Racing (Foto: Conmebol)

A defesa é mesmo o porto seguro do Racing. O time sofreu apenas quatro gols na Copa Libertadores. Sigaly e Nery Dominguez formam uma dupla de zaga sólida. Mas o que pesa para o time funcionar é o volante central. Marcelo Díaz funciona como um líbero, permitindo que os laterais Soto e Pillud ataquem.

– Nosso pensamento é sempre o equilíbrio dos setores – afirmou Marcelo Díaz, volante também da seleção chilena.

Publicidade

Leia também:

Déjà vu… Flamengo pode repetir os três rivais que o levaram ao título da Liberta
Reunião vai definir futuro de Diego Alves

Na frente Lisandro López, o experiente jogador de 37 anos, dita o ritmo ofensivo do time. O jogador é uma referência em campo. Mas é preciso ligar o sinal de alerta com o centroavante Lorenzo Melgarejo, de 30 anos. Contratado junto ao Spartak Moscou da Rússia, ele teve boa passagem no Benfica com Jorge Jesus.

Publicidade

O Racing é sim um adversário que deve preocupar o Flamengo. Mas mesmo assim os brasileiros têm plenas condições de avançarem. Entretanto os duelos prometem fortes emoções.