Publicidade

Botafogo perde mais uma e o sofrimento parece não ter fim para a torcida alvinegra. No duelo entre as duas piores defesas do Campeonato Brasileiro, o Goiás passou o bastão para o Botafogo. Com gols de Rafael Moura e Fernandão, o Verdão venceu por 2 a 0 e se manteve vivo na luta contra o rebaixamento. O duelo na Serrinha abriu a 36ª rodada do Brasileiro.

Rafael Moura abriu o placar para o Goiás contra o Botafogo (Reprodução ge)

O Botafogo, contudo, se manteve na lanterna e com mais uma estatística negativa. Mas agora, além de equipe com o pior aproveitamento, menos vitórias e mais derrotas, tem a defesa mais vazada com 61 gols sofridos.

A vitória levou o Goiás aos 36 pontos, um a menos que Vasco e Bahia, mas manteve o time no 18º lugar. Rebaixado, o Botafogo apenas cumpriu tabela.

Publicidade

A partida em Goiânia foi equilibrada, mas o Goiás conseguiu chagar mais perto do gol e finalizou bem mais que o Botafogo. Os dois gols saíram em cruzamentos sobre a área. Aos sete do primeiro tempo, Rafael Moura aproveitou cruzamento da esquerda e mandou no ângulo, sem chance para Diego.

No segundo tempo, bola levantada da direita na pequena área, e Fernandão subiu entre os zagueiros para mandar para a rede, aos 18 minutos.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe o São Paulo na segunda-feira, dia 22, enquanto, no dia anterior, o Goiás volta a atuar na Serrinha diante do Bragantino.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS-GO 2 X 0 BOTAFOGO-RJ

Publicidade

Local: Hailé Pinheiro, em Goiânia (GO)
Data: 13 de fevereiro de 2021, sábado
Hora: 17h (de Brasília)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Cartões amarelos: Miguel Figueira, Breno (Goiás); David Sousa, Kayque, Lúcio Flávio (Bota)
Cartão vermelho: Kanu (Botafogo)
Gols:
GOIÁS: Rafael Moura, aos 7 minutos do 1º tempo; Fernandão, aos 19 min do 2º tempo

GOIÁS: Marcelo Rangel, Shaylon, Heron, Fábio Sanches e Jefferson; Breno (Ariel Cabral), Henrique Lordelo e Miguel Figueira (Iago Mendonça); Vinícius, Rafael Moura (Douglas Baggio) e Fernandão (Índio)
Técnico: Glauber Ramos

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Kevin, Kanu, Marcelo Benevenuto, David Sousa e Hugo (Matheus Babi); Kayque (Luiz Otávio), Cesinha (Warley) e Caio Alexandre; Matheus Nascimento (Bruno Nazário) e Rafael Navarro
Técnico: Lúcio Flávio