Publicidade

De quase descartado a jogador que faz parte dos planos da comissão técnica. A saída de Paulo Autuori e a efetivação de Bruno Lazaroni representaram para o volante Cícero um recomeço no Botafogo. Na noite de quarta-feira o jogador entrou no segundo tempo do duelo com o Grêmio, que acabou com derrota dos cariocas por 3 a 1.

Diretoria tentava rescisão de Cícero por salário alto (Foto: Vitor Silva/ Botafogo)

O jogador teve sua saída anunciada pela diretoria no fim de agosto, mas foi reintegrado ao elenco na semana passada. Diante dos gremistas, Cícero iniciou a partida no banco, mas foi acionado aos 12 do 2º tempo, no lugar de Guilherme Santos.

Leia também:

Publicidade

Grêmio vence e acaba com boa sequência do Botafogo
Dificuldades com Ronald aproximam Botafogo de Cesinha

Apesar do resultado negativo, Lazaroni se mostrou satisfeito em poder contar com o jogador.

– Independentemente de qualquer coisa, é um cara experiente, jogador de qualidade, de bom passe e boa bola aérea. É mais um que faz parte do grupo. Contamos com todos – disse o treinador à BotafogoTV.

Cícero reduziu salário para ficar no Botafogo

Volante Cícero foi reapresentado com a camisa 28 do Botafogo (Foto: Vitor Silva/ Botafogo)

Publicidade

Cícero foi contratado no ano passado e foi titular do time com Alberto Valentim e Eduardo Barroca. No fim da temporada sua saída era dada como certa, mas ele ace itou uma redução salarial para permanecer em General Severiano.

Com a pandemia Paulo Autuori fez um balanço do elenco e colocou Cícero na lista de dispensáveis. O jogador passou a treinar em separado do elenco. Mas novamente aceitou uma queda em seus rendimentos para ser utilizado. Em julho o atleta teve seu nome ventilado por clubes portugueses, mas a transação não evoluiu.