Botafogo

Fonte de inspiração? Botafogo era campeão em cima do Barcelona em 1988

Imprensa valorizou título do Botafogo (Foto: Reprodução Jornal dos Sports)

O Botafogo iniciou a sua caminhada no Campeonato Brasileiro com um empate por 1 a 1 com o Bragantino no interior paulista. Mas o torcedor pode buscar inspiração no passado para sonhar com dias melhoras. Em 1988, há exatamente 32 anos, no dia 13 de agosto, o Glorioso derrotava o poderoso Barcelona e se sagrava campeão. Era a final do tradicional Troféu Cidade de Palma de Mallorca, na Espanha.

Marinho fez o gol do tíutlo (Foto: Arquivo pessoal)

O torneio era disputado por quatro clubes e naquele ano, além do Botafogo e do Barcelona, participavam Mallorca e Boca Juniors. O primeiro duelo foi um empate sem gols entre Mallorca e Barcelona. Mas nos pênaltis o Barça foi para a final.

Leia também:

Botafogo arranca empate do Bragantino
Bruno Nazário valoriza empate com o Bragantino

Caberia ao Botafogo duelar na outra semifinal com o Boca Juniors. Os argentinos não foram páreo para o Glorioso. Josimar, Carlos Magno e Helinho fizeram os tentos dos cariocas no triunfo por 3 a 1. Correa, de pênalti, descontou.

Marinho fez o gol do título do Botafogo

Imprensa valorizou título do Botafogo (Foto: Reprodução Jornal dos Sports)

Na disputa do terceiro lugar o Mallorca bateu por 2 a 1 o Boca Juniors.

A grande decisão colocou Botafogo e Barcelona frente a frente. E o Glorioso ganhou por 1 a 0. Marinho, aos 23 minutos do primeiro tempo, fez o gol do título. O atacante, que também brilhou no Bangu, morreu este ano.

Naquela decisão o Botafogo, do técnico Pinheiro, jogou com: Ricardo Cruz, Josimar, Wilson Gottardo, Mauro Galvão e Renato Martins; Luisinho (Vítor), Carlos Magno e Paulinho Criciúma; Marinho, Mazolinha e Helinho (Gilmar Popoca). Era a base que um ano depois ganharia o título estadual encerrando o jejum de títulos.

FICHA TÉCNICA
BARCELONA 0 x 1 BOTAFOGO

Data-Hora: 13/08/1988 – 17h30 (horário de Brasília)
Estádio: Lluís Sitjar, em Mallorca
Árbitro: Victoriano Sánchez Arminio (ESP)
Cartões amarelos: Milla (Barcelona); Gilmar e Vitor (Botafogo)
Gols:
BOTAFOGO: Marinho aos 23 minutos do 2º Tempo

BARCELONA: Zubizarreta; López Recarte, Serna, Milla e Julio Alberto; Eusebio (Urbano), Roberto e Beguiristain; Carrasco, Julio Salinas e Soler (Roura)
Técnico: Johan Cruyff
BOTAFOGO: Ricardo Cruz; Josimar, Wilson Gottardo, Mauro Galvão e Renato Martins; Luisinho, Vítor e Carlos Magno; Marinho, Mazolinha e Gilmar
Técnico: Pinheiro

Você Também pode gostar

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *