Publicidade

O Botafogo se encontra em situação bastante complicada no Campeonato Brasileiro. O time é vice-lanterna com apenas 30,3% de aproveitamento em 22 partidas. A luta para escapar do rebaixamento terá mais um capítulo neste sábado, no clássico contra o Flamengo, no Nilton Santos.

Botafogo Felipe Lucena e Lucio Flávio comandam os treinos | Foto: Vitor Silva/ Botafogo

Para piorar ainda mais a situação do Alvinegro, o técnico Eduardo Barroca testou positivo para a Covid-19. Anunciado na última sexta-feira após a demissão de Ramón Díaz, ele foi apresentado no sábado e afastado na segunda. Os treinos da semana e o comando do time no sábado estão a cargo dos auxiliares Felipe Lucena e Lucio Flavio.

LEIA MAIS! Botafogo vai apertar o cerco para receber de Willian Arão

Publicidade

Barroca acompanha tudo de casa, mas é difícil prever qual equipe irá a campo. Ao menos o esquema de jogo com três volantes deve ser o escolhido, principalmente para enfrentar um dos líderes da competição.

Botafogo tem desfalques

Além de Barroca, o Botafogo tem outros três desfalques certos, o goleiro Gatito Fernández, lesionado, e os atacantes Kevin e Kanu, suspensos. Contudo, de fora contra o Atlético-MG por questões contratuais, o volante José Welison estará à disposição.

LEIA MAIS! Padre, Pai de Santo, reza brava… Botafogo busca apoio no lado espiritual

Publicidade

Uma provável escalação do Alvinegro deve ter Diego Cavalieri no gol, Marcinho, Rafael Forster, Marcelo Benevenuto e Victor Luis; José Welison, Caio Alexandre e Honda; Bruno Nazário, Kalou e Matheus Babi (Pedro Raul). Warley e Éber Bessa correm por fora por uma vaga no ataque.