Botafogo

Botafogo neutraliza investida de clube árabe por joia da base

Hugo, de colete, está na mira dos árabes (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

O assédio de clubes internacionais por promessas das categorias de base brasileiras segue forte. Esta semana a diretoria do Botafogo neutralizou uma investida de um clube árabe por uma joia de sua base. Trata-se do lateral-esquerdo Hugo, de apenas 18 anos, que vem treinando nos profissionais. O jogador estava nos planos do Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos.

Hugo, de colete, está na mira dos árabes (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

O Al Wahda solicitou ao Botafogo que o jogador fosse passar por um período de treinos nos Emirados Árabes Unidos. A ideia era observar o jogador de olho em uma possível transferência. O Glorioso pediu 400 mil euros (cerca de R$ 2,4 milhões) para liberar o atleta, ficando ainda com um percentual de olho em futuras negociações.

Leia também:

Danilo Barcelos não vê problema em chegada de Victor Luís no Botafogo
Kalou disse não a milhões para defender o Botafogo

A diretoria do Al Wahda se recusou dizendo que precisava primeiro observar o jogador. O caso causou estranheza para os dirigentes botafoguenses, já que o jogador disputou todos os jogos do time sub-20 este ano, tem vasto material de vídeo e vem treinando com os profissionais.

Hugo queria permanecer no Botafogo

A maior preocupação do Botafogo era de que, com Hugo já nos Emirados, os árabes tentassem diminuir o valor da compra dos direitos federativos do atleta. A vontade do jogador
também pesou. Hugo quer se firmar no time titular do Botafogo e apenas depois disso, valorizado, buscar uma vaga nos grandes centros do futebol mundial.

Atualmente, entretanto, Hugo terá dificuldades para conseguir jogar no time titular. O Botafogo conta pára a lateral esquerda com Victor Luís, contratado junto ao Palmeiras, Danilo Barcelos e Guilherme Santos. Este último pode ser negociado.

Você Também pode gostar