Publicidade

A reação sob o comando de Fernando Diniz deu lugar à oscilação no Vasco. E em um momento crucial da Série B. A derrota para o CSA, em São Januário, na sexta-feira, foi um balde de água fria. O Gigante da Colina está cada vez mais pressionado.

Diniz começou a trajetória à frente do Vasco com uma invencibilidade de cinco jogos, sendo três vitórias seguidas. Esta sequência fez o Vasco retomar o fôlego e voltar a se animar na briga pelo acesso.

Fernando Diniz Vasco Diniz precisa dar resposta | Foto: Rafael Ribeiro / Vasco / Divulgação

Entretanto, a partir da derrota para o Sampaio Corrêa, as coisas voltaram a se complicar. Neste recorte, são quatro jogos, com apenas uma vitória, um empate e duas derrotas.

Relacionadas

Fernando Diniz Vasco
Nenê Brusque x Vasco

Publicidade

Após perder para o Sampaio, o Vasco deu a resposta na rodada seguinte e derrubou o líder Coritiba, em São Januário. Entretanto, na sequência, depois de abrir 2 a 0, amargou um empate com Náutico, nos Aflitos. Como não conseguiu reagir contra o CSA, o Gigante da Colina viu a pressão aumentar.

Vasco tem mais um duelo direto

Assim, o peso do duelo com o Guarani, um rival direto na briga pelo acesso, ficou maior. O clube carioca vai precisar dar resposta e superar um retrospecto ruim ao longo desta Série B. O Gigante da Colina tem apenas a 12ª campanha como visitante no torneio.

MAIS! Pai Santana ganha justa homenagem no Vasco

Publicidade

O clube carioca conquistou 17 pontos fora de casa – são quatro vitórias, cinco empates e sete derrotas. A seis pontos do G-4, o Gigante da Colina precisa melhorar o desempenho como visitante. Nesta quinta-feira, visita o Guarani, no Brinco de Ouro.

Com 47 pontos, o Vasco ocupa a oitava colocação da Série B, a seis pontos do Goiás, quarto colocado. Já o Guarani é o sexto lugar, com 49 pontos.

Comentários