Publicidade

A trajetória do português Ricardo Sá Pinto no Vasco durou apenas 15 jogos. O Gigante da Colina anunciou, nesta terça-feira, a demissão do treinador. A derrota para o Athletico-PR, domingo, na Arena da Baixada, foi a gota d’água. Na luta contra o rebaixamento, o clube carioca vai para o quarto técnico na temporada. Isso sem contar com o auxiliar Alexandre Grasseli.

Sá Pinto Vasco Ricardo Sá Pinto se despede do Vasco | Reprodução VascoTV

A temporada vascaína começou com Abel Braga. Ele ficou apenas 14 jogos à frente do clube. O retrospecto foi o seguinte: quatro vitórias, cinco empates e cinco derrotas. Com Abel, o Vasco não avançou para as semifinais da Taça Guanabara do Carioca. O técnico se despediu, na Taça Rio, com derrota para o Fluminense.

Ramonismo no Vasco

O substituto de Abel Braga foi Ramon Menezes. Com ele, o Vasco viveu os melhores dias. O “Ramonismo” encantou a torcida vascaína. Ramon assumiu o clube no dia 30 de março e ficou até outubro. Foram 16 jogos à frente do clube, com oito vitórias, três empates e cinco derrotas.

Publicidade

LEIA MAIS! Vasco terá sequência decisiva para sair da degola no Brasileiro

Com Ramon, o Gigante da Colina chegou a liderar o Brasileiro no início do torneio. Porém, uma sequência de resultados ruins e a eliminação na Copa do Brasil para o Botafogo pesaram e o técnico foi demitido.

A era Sá Pinto no Vasco

Antes da chegada de Sá Pinto, Alexandre Grasseli, então das categorias de base, comandou o Vasco por dois jogos e passou a integrar a comissão técnica do time principal.

Publicidade

Sob o comando do técnico português, o time disputou 15 jogos e venceu apenas três vezes – amargou seis derrotas e empatou seis partidas.

Agora, o Gigante da Colina vai para o quarto técnico na temporada. Zé Ricardo, que já comandou o clube, é o principal nome para substituir Sá Pinto.