Publicidade

A arrancada do Vasco continua na Série B. O clube carioca emplacou a terceira vitória seguida e vai ganhando moral para brigar pelo acesso. Neste domingo, o Vasco superou o Confiança por 2 a 1, no Estádio Batistão, em Aracaju, pela 28ª rodada. Os donos da casa ficaram na bronca com a arbitragem de Raphael Claus (SP). Quando o jogo estava 0 a 0, apesar de recomendação do VAR, ele não mudou de opinião sobre um possível pênalti para o Confiança, em lance de Castán com Álvaro.

A reação do Vasco com o técnico Fernando Diniz chama atenção. E a vitória passa por ele. Após uma escalação mais conservadora, ele soltou o time no segundo tempo e foi premiado com mais uma vitória.

Cano Confiança x Vasco Cano abriu o caminho para a vitória do Vasco | Foto: Rafael Ribeiro / Vasco / Divulgação

O Vasco, agora, está na sexta colocação da Série B, com 43 pontos. A diferença para o G-4 caiu para cinco pontos. O Gigante da Colina acredita cada vez mais e está na briga pelo acesso. Já o Confiança se complica na luta para escapar do rebaixamento – está no 19º lugar, com 22 pontos.

Publicidade

Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o Sampaio Corrêa, no Maranhão, neste sábado, às 21h (horário de Brasília). Já o Confiança visita o Vitória, no Barradão, no sábado, às 19h (de Brasília).

Vasco melhora na etapa final e bate o Confiança

O técnico Fernando Diniz surpreendeu na escalação. Com o retorno de Léo Matos na direita, ele apostou em Riquelme na lateral esquerda e colocou Zeca como volante. Andrey desfalcou o time.

O clube carioca teve muitas dificuldades no primeiro tempo. Foi difícil criar e levar perigo ao Confiança. Os donos da casa foram superiores na etapa inicial. João Paulo, pela esquerda, quase acertou o ângulo de Vanderlei. Depois foi a vez de Ítalo assustar. A finalização saiu à esquerda.

Publicidade

Apesar de ter mais posse de bola, o Vasco encontrava dificuldade para criar. Uma estatística reflete bem o panorama: o clube carioca teve apenas uma finalização no primeiro tempo. Aos 38, Nenê cruzou da esquerda e Morato desviou de cabeça, para fora, com perigo.

Diniz abriu mão do que havia pensado. No intervalo, ele colocou Gabriel Pec no lugar de Léo Matos. Zeca, então, foi para a lateral direita. Nenê, após cruzamento de Riquelme, levou perigo. A bola saiu à esquerda.

O Vasco levou um susto. Leandro Castán foi driblado e derrubou Álvaro na área. O árbitro Raphael Claus (SP) nada marcou. O VAR Marcio Henrique de Gois (SP) recomendou a revisão da jogada. Ou seja, considerou que foi pênalti. Claus reviu o lance e manteve a decisão de não dar a penalidade.

Publicidade

Polêmica à parte, o clube carioca, então, abriu o placar. Aos 15 minutos, Nenê caiu pela esquerda e cruzou para Cano. O centroavante girou sobre o zagueiro e bateu para fazer 1 a 0. O Vasco ampliou três minutos depois. Novamente pela esquerda, Gabriel Pec cruzou e agora Ricardo Graça completou para marcar 2 a 0.

Ricardo Graça Vasco Ricardo Graça apareceu bem no ataque | Foto: Rafael Ribeiro / Vasco / Divulgação

O Vasco quase fez o terceiro com Morato. O goleiro Rafael Santos saiu até o meio de campo para tentar impedir o contra-ataque. O meia-atacante do clube carioca ficou com a bola e arriscou. A bola foi para fora.

O Confiança partiu para cima e diminuiu, aos 33 minutos. Após cruzamento da esquerda, Vanderlei não conseguiu cortar e Nirley marcou. O Vasco, entretanto, conseguiu conter a reação e conquistou mais uma vitória na Série B.

FICHA TÉCNICA

Publicidade

CONFIANÇA 1X2 VASCO

Local: Batistão, Aracaju (SE)
Data: 03/10/2021, domingo
Horário: 18h15 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Fabrini Bevilaqua Costa (SP)
VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)
Cartão amarelo: Riquelme e Ricardo Graça (Vasco) e Rafael Vila (Confiança)
Cartão vermelho:
Gols:
Confiança: Nirley, aos 33′ do 2ºT
Vasco: Cano, aos 15′ do 2ºT, e Ricardo Graça, aos 18′ do 2ºT

CONFIANÇA: Rafael Santos; Jonathan Bocão (Gedeílson), Nirley, Adalberto e João Paulo; Madison, Rafael Vila (Willians), Jhemerson (Neto Berola) e Álvaro; Ítalo (Hernane Brocador) e Lohan (Robinho). Técnico: Luizinho Lopes.

Publicidade

VASCO: Vanderlei; Léo Matos (Gabriel Pec), Ricardo Graça, Leandro Castán e Riquelme (Walber); Bruno Gomes, Zeca, Marquinhos Gabriel (Sarrafiore) e Nenê; Morato (Rômulo) e Cano (Daniel Amorim). Técnico: Fernando Diniz.

Comentários