Publicidade

Sem vencer há nove rodadas no Campeonato Brasileiro, o Vasco quer acabar com o jejum neste sábado. O Cruzmaltino encara o Sport em Recife pela 21ª rodada, na Ilha do Retiro, às 16h30.

O número de jogos sem vencer traz lembranças de 2008 e 2015, anos que a equipe igualou a marca e terminou a competição rebaixada. O Vasco, por sinal, está em décimo oitavo lugar na tabela e precisa reagir.

Publicidade

O técnico Ricardo Sá Pinto assumiu a equipe recentemente, mas a única vitória sob o seu comando aconteceu na Sul-Americana. No Brasileiro, são duas derrotas e um empate.

Além disso, o clube enfrenta uma guerra política nos bastidores e um surto de Covid-19. Esta semana, o capitão Leandro Castán, Miranda, Carlinhos e Ribamar testaram positivo e foram afastados.

Mudanças dos dois lados

Embora sem dois de seus zagueiros à disposição, Sá Pinto deve manter o esquema com três jogadores no miolo da defesa. Com isso, Ricardo Graça, Werley e Jadson ou Marcelo Alves devem começar a partida. Mas as mudanças também devem ocorrer no meio, e Fellipe Bastos ganha uma chance no lugar de Andrey.

Publicidade

Jogando em casa, o Sport também de deixar de lado os três zagueiros e reforçar o ataque. Jair Ventura tem os retornos dos atacantes Marquinhos e Leandro Barcia e do lateral-direito e capitão Patric.

Já o goleiro Luan Polli é desfalque pelo terceiro amarelo. O questionado Mailson deve assumir a meta do Sport. O zagueiro Rafael Thyere, com Covid-19, também está fora.

FICHA TÉCNICA
SPORT-PE X VASCO-RJ

Publicidade

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data: Sábado, 14/11/2020
Horário: 16h30 (Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assisntentes: Thiaggo Americano Labes (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
VAR: Braulio da Silva Machado (SC)

SPORT: Maílson, Patric, Maidana, Adryelson e Sander; Ricardinho, Ronaldo Henrique (Márcio Araújo) e Lucas Mugni; Thiago Neves, Jonatan Gómez e Leandro Barcia.
Técnico: Jair Ventura

VASCO: Fernando Miguel, Léo Matos, Ricardo Graça, Werley, Marcelo Alves e Neto Borges; Léo Gil, Fellipe Bastos e Martín Benítez; Talles Magno e Germán Cano
Técnico: Ricardo Sá Pinto