Publicidade

Mesmo sem mostrar uma grande atuação, o Vasco empatou por 1 a 1 com o Defensa Y Justicia. Com o resultado na Argentina, os cruzmaltinos podem empatar sem gols para avançar na Sul-Americana.

Germán Cano marcou para o Vasco na Argentina (Foto: Conmebol)

O primeiro tempo foi muito ruim, com o Defensa tendo três gols bem anulados e o Vasco dando somente um chute a gol. No segundo tempo, os cruzmaltinos abriram o placar, com Germán Cano. Só que os donos da casa empataram com Romero.

As duas equipes voltam a se encontrar na próxima quinta-feira, em São Januário.

O jogo

Publicidade

O Defensa Y Justicia começou a partida tendo mais posse de bola, mas sem incomodar o Vasco. Os cruzmaltinos tinha dificuldade em avançar e deixava o confronto sendo disputado em ritmo lento.

Os argentinos começaram a levar perigo aos 21 minutos. Após cruzamento de Pizzini, Romero não chegou a tempo para mandar para a rede. Depois, Rius marcou para o Defensa, mas estava em impedimento.

O Defensa teve mais um gol anulado ao 27 minutos. Novamente, Rius estava em impedimento quando tocou para Larralde tocar para a rede. Só que o Vasco respondeu aos 35. Gustavo torres fez boa jogada, entrou na área e chutou para defesa com o pé de Unsain.

Publicidade

Em seguida, mais uma vez, o Defensa teve outro gol anulado. Novamente Rius recebeu passe em posição de impedimento e tocou para a rede. Com isso, o Vasco manteve a igualdade até o intervalo.

Gols no segundo tempo

No segundo tempo, o Defensa Y Justicia tentou pressionar nos primeiros minutos. No entanto, os argentinos só conseguiam chegar em cruzamentos.

Aos poucos, o Vasco equilibrou o confronto. Não demorou muito e os cruzmaltinos abriram o placar, aos 16 minutos. Léo Matos cruzou para Germán Cano acertar belo chute, sem chance para Unsain.

Publicidade

O revés fez os donos da casa aumentarem a intensidade no ataque. O Defensa quase empatou aos 19 minutos. Após escanteio, a bola ficou na área e Lucão precisou salvar o Vasco em duas oportunidades.

Com o Vasco recuado, o Defensa seguiu em cima e teve nova chance aos 25 minutos. Martínez aproveitou cruzamento e cabeceou para grande defesa de Lucão. De tanto insistir, os argentinos empataram aos 33. Braian Romero chutou forte da entrada da área para a rede vascaína.

Na parte final, o Defensa Y Justicia pressionou em busca da virada. Só que os argentinos pararam na marcação cruzmaltina. O Vasco recuou de vez e segurou a igualdade na Argentina.

Publicidade

FICHA TÉCNICA:
DEFENSA Y JUSTICIA-ARG 1 X 1 VASCO-BRA

Local: Estádio Norberto “Tito” Tomaghello, em Santa Rosa (ARG)
Data: 26 de novembro de 2020, quinta-feira
Hora: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Andrés Matonte (URU)
Assistentes: Carlos Barrero (URU) e Martín Soppi (URU)
VAR: Jhon Ospina (COL)
Cartões amarelos: Frías e Acevedo (Defensa Y Justicia)
GOLS
DEFENSA Y JUSTICIA: Braian Romero, aos 33min do segundo tempo
VASCO: Germán Cano, aos 16min do segundo tempo

DEFENSA Y JUSTICIA: Unsain, Breitenbruch, Frias, Martínez e Brítez; Loaiza (Acevedo), Rius, Larralde (Hachen), Benítez e Pizzini (Villagra); Braian Romero.
Técnico: Hernán Crespo

Publicidade

VASCO: Lucão, Miranda (Marcelo Alves), Leandro Castán e Ricardo Graça; Léo Matos, Marcos Júnior, Leo Gil (Bruno Gomes), Yago Pikachu (Carlinhos) e Neto Borges; Gustavo Torres (Lucas Santos) e Germán Cano (Ygor Catatau)
Técnico Alexandre Grasseli (auxiliar)