Publicidade

Foi sofrido. Mas o Vasco conseguiu se classificar para as oitavas de final da Copa do Brasil. O Cruzmaltino penou para empatar por 1 a 1 com o Boavista na tarde desta quarta-feira em São Januário pela rodada de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

O Boavista deu um susto e marcou primeiro, com Michel Douglas. Mas Germán Cano, sempre ele, garantiu a igualdade. O 1 a 1 serviu porque os vascaínos ganharam em Saquarema por 1 a 0. Um sorteio vai definir o rival do Vasco nas oitavas.

Vasco empata com Cano (Foto: Twitter Copa do Brasil)

Agora o foco das duas equipes muda. O Vasco vai se concentrar no duelo de sábado contra o Brasil, às 19h(de Brasília). As equipes duelam no Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS)< pela terceira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O Cruzmaltino busca a sua primeira vitória na competição. Um dia depois, no domingo, às 15h(de Brasília), o Boavista vai ao Estádio Arena Inamar, em Diadema (SP), medir forças com o Santo André. O duelo é pela segunda rodada da Série D do Campeonato Brasileiro.

Boavista marcou logo cedo

Michel chuta para abrir o placar para o Boavista (Foto: Twitter Copa do Brasil)

Publicidade

O jogo começou em um ritmo alucinante. O Boavista quase abriu o placar no primeiro minuto em uma cabeçada de Jefferson, que mandou a bola para fora. Dois minutos depois o Vasco respondeu com Gabriel Pec, que tentou encobriou o goleiro com um belo toque. Mas Ary conseguiu se recuperar e ceder escanteio. O arqueiro voltaria a salvar seu time aos sete minutos, em cabeçada de Cano.

MAIS! Saiba como pode ser o futuro de Cano

Com as duas equipes ofensivas o gol era questão de tempo e ele saiu aos 12 minutos. Ryam Guilherme cruzou da esquerda e Michel Douglas pegou de primeira, com violência, marcando um belo gol.

Publicidade

O Vasco sentiu o golpe e passou a ser dominado pelo time da Região dos Lagos. Insistia nas jogadas aéreas, mas era neutralizado pela defesa do Boavista. Além disso apenas chutes sobre o gol de Sarrafiore e Léo Jabá incomodaram um pouco a defesa do Boavista.

Vasco fez dois gols para valer um

Vasco sofreu com a marcação do Boavista (Foto: Twitter Copa do Brasil)

Na volta do intervalo o Boavista mostrou que poderia virar um sério problema nos contra-ataques. Logo aos dois minutos Wisney recebeu livre na área e chutou para uma grande defesa de Vanderlei.

Apesar de não ter se encontrado em campo o Vasco conseguiu chegar ao empate aos 15 minutos. Mas o gol foi corretamente anulado após muita discussão entre as partes. Léo Jabá fez boa jogada individual e cruzou, Cano tentou dominar e a bola sobrou para Gabriel Pec estufar as redes. Os jogadores do Boavista reclamaram com razão pois a bola bateu na mão de C ano antes de se oferecer a Pec.

Relacionadas

Publicidade

Mas o gol anulado animou o Vasco, que finalmente empatou aos 26 minutos. Léo Jabá cruzou da esquerda, a zaga do Boavista falhou e Cano, livre de marcação, mandou a bola para o fundo do gol.

O Vasco então passou a administrar o resultado. Mas levou alguns sustos. Aos 39 minutos Marquinhos chutou sobre o gol. Mas o Cruzmaltino segurou a vantagem até o apito final.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 1 X 1 BOAVISTA

Publicidade

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 9 de junho de 2021, quarta-feira
Hora: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: José Mendonça da Silva Junior (PR)
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e Jefferson Cleiton Piva da Silva (PR)
Renda e púbçico: jogo disputado com os portões fechados por conta da pandemia do Coronavírus
Cartões amarelos: Sarrafiore e Cano (Vasco) e Klever, Gustavo Geladeira e Bull (Boavista)
Gols:
VASCO: Germán Cano aos 26 minutos do 2º Tempo
BOAVISTA: Michel Douglas aos 12 minutos do 1º Tempo

VASCO: Vanderlei, Léo Matos, Ricardo Graça, Ernando e Zeca; Michel (Rômulo), Matías Galarza (Bruno Gomes) e Sarrafiore (Marquinhos Gabriel); Léo Jabá (Figueiredo), Gabriel Pec (Morato) e Germán Cano
Técnico: Marcelo Cabo
BOAVISTA: Ary (Klever), Wisney (Caio Felipe), Gustavo Geladeira, Victor Pereira e Jean Victor; Douglas Pedroso, Marion (Ralph) e Ryan Guilherme (Luiz Felipe); Jefferson (Bull), Michel Douglas e Marquinhos
Técnico: Leandrão

 

Publicidade

 

Comentários