Publicidade

O Vasco deu um passo na tentativa de ter dias melhores em breve. E a perspectiva para voltar às glórias é constituir uma empresa para operar o futebol. Sendo assim, a diretoria de Jorge Salgado formalizou o pedido de constituição de Sociedade Anônima do Futebol (SAF) ao Conselho Deliberativo e de Beneméritos.

Assim, se o projeto for aprovado, o Vasco vai apostar as fichas na possibilidade de operar o futebol com um aporte de investimentos maior. É a tacada para recuperar mais rapidamente o time.

Vasco Presidente do Vasco, Jorge Salgado tenta cartada para o futebol (Reprodução Vasco TV)

A Sociedade Anônima do Futebol é um tipo societário criado pela Lei n.º 14.193, de 6 de agosto de 2021, que permite ao clube constituir empresa para operar o futebol. O Vasco aposta no modelo clube-empresa para conseguir captar recursos, além de continuar o processo de saneamento financeiro.

Relacionadas

Publicidade

– É mais um passo no sentido da modernização do Club de Regatas Vasco da Gama. Isso vai nos propiciar algumas possibilidades interessantes no futuro – declarou o presidente Jorge Salgado, ao site do Vasco.

MAIS! Presidente do Vasco reconhece: ‘Este ano foi um desastre para o futebol’

Presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Fonseca também comentou a medida e sinalizou positivamente para a ação.

Publicidade

– É um novo período para o Clube, temos de encarar como uma vanguarda. O Vasco vai buscar pautar esse processo de clube-empresa no país. É um primeiro passo importante. A gente já tem uma medida dentro do Conselho Deliberativo que trabalhou a ideia da SAF, e a gente aqui vai poder utilizar o que está sendo conversado em relação ao estatuto dentro dessa aceleração proposta. O objetivo é que o Vasco possa estar bem posicionado para o futuro que virá para o futebol brasileiro – declarou.

Comentários