Publicidade

O Vasco manteve o mau momento na temporada e acabou eliminado na Sul-Americana. Nesta quinta-feira, os cruzmaltinos foram derrotados por 1 a 0 pelo Defensa Y Justicia-ARG, em São Januário.

Vasco perdeu muitas chances e acabou derrotado (Foto: Rafael Ribeiro/ Vasco)

Como as equipes empataram no confronto de ida, os argentinos avançaram para as quartas de final da Sul-Americana. Para o Vasco só resta a busca pela permanência na Série A do campeonato Brasileiro.

O Vasco criou ótimas chances de abrir o placar, mas desperdiçou todas, três vezes com Ribamar e uma com Gustavo Torres. O gol da vitória argentina veio na etapa final, após falha de Lucão, com Haachen.

O jogo

Publicidade

A partida começou equilibrada, com as duas equipes cautelosas. O Vasco criou a primeira boa chance de marcar aos dez minutos. Ribamar foi lançado e chutou cruzado, mas para fora.

O Defensa não era perigoso, mas tinha mais posse de bola. Mesmo com menos posse, o Vasco voltou a assustar aos 24 minutos. Após cobrança de falta, Marcelo Alves cabeceou para grande defesa de Unsain.

Somente na parte final, os argentinos melhoraram e chegaram algumas vezes próximo ao gol. Na melhor chance, Camacho chutou em cima de Lucão. Assim, o confronto seguiu empatado até o intervalo.

Gol no segundo tempo

Publicidade

No segundo tempo, o Defensa tentou esboçar uma pressão, mas viu o Vasco quase abrir o placar aos quatro minutos. Gustavo Torres recebeu passe, entrou na área, mas chutou sobre o travessão.

Só que aos 11 minutos, os argentinos abriram o placar, aos 11 minutos. Após cruzamento rasteiro, Marcelo Alves cortou para o alto. O goleiro Lucão falhou, viu a bola bater no travessão e parar no pé de Haachen, que mandou para a rede.

O revés obrigou o Vasco a atacar. Tanto que aos 15 minutos, Ribamar foi lançado na área, mas chutou cruzado pela linha de fundo. Depois, o atacante aproveitou cruzamento, mas cabeceou para fora.

Publicidade

Aos poucos, os cruzmaltinos mostravam nervosismo. Já o Defensa trocava passes e quase ampliou com Pizzini.

Nos minutos finais, o Vasco partiu para o abafa e quase conseguiu o gol já nos acréscimos. Juninho chutou da entrada da área, muito próximo da trave. O Defensa recuou de vez e segurou o resultado ara sdair de São Januário com a classificação.

FICHA TÉCNICA:
VASCO-BRA 0 X 1 DEFENSA Y JUSTICIA-ARG

Publicidade

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 3 de dezembro de 2020, quinta-feira
Hora: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Andrés Cunha (URU)
Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Martín Soppi (URU)
VAR: Daniel Fedorczuk (URU)
Cartões amarelos: Benítez, Gustavo Torres, Marcos Júnior e Ribamar (Vasco); Haachen, Merentiel e Paredes (Defensa Y Justicia)
GOL
DEFENSA Y JUSTICIA: Haachen, aos 11min do segundo tempo

VASCO: Lucão, Miranda, Leandro Castán e Marcelo Alves (Tiago Reis); Yaggo Pikachu, Marcos Júnior (Juninho), Léo Gil (Lucas Santos), Martín Benítez (Talles Magno) e Neto Borges; Gustavo Torres e Ribamar (Carlinhos)
Técnico: Ricardo Sá Pinto

DEFENSA Y JUSTICIA: Unsain, Frías, Héctor Martínez e Paredes (Ramírez); Breitenbruch (Isnaldo), Acevedo, Camacho (Haachen), Rius e Larralde (Escalante); Pizzini (Merentiel) e Braian Romero
Técnico: Hernán Crespo