Publicidade

A eleição para presidente do Vasco segue gerando polêmica a cada dia. Nesta terça-feira, o atual presidente Alexandre Campello informou que saiu da disputa e vai esperar a decisão da Justiça.

Julio Brandt defende eleição híbrida (Foto: Twitter Esportes News Mundo)

Outro candidato que se manifestou foi Júlio Brandt, que falou sobre a polêmica toda envolvendo a eleição.

– Queremos um Vasco que respeite os sócios, a Justiça e que cumpra o estatuto do clube. Foi por essa razão que lançamos nossa candidatura, desde 2014. Existe um sistema instalado no Vasco que expurga uma tentativa de mudança. E ele continua trabalhando agora para evitar a mudança – disse.

Publicidade

Brandt criticou a forma como foi conduzida a eleição no último sábado. O candidato ainda destacou que poderia ter tido um desempenho melhor caso não houvesse paralisação.

– Olhem a cena bizarra da contagem de votos, no escuro, com a lanterna do celular. Vejam as fotos de quem estava contando os votos. Estava tudo muito confuso e muito parelho. Estávamos acompanhando a nossa boca de urna e a nossa começou a subir muito rápido depois das 18h. Eu sabia que isso ia acontecer. Então qualquer movimento tomado na hora errada estraga um trabalho de 3 anos – finalizou.

Leia também:

Publicidade

Impacto da eleição! Vasco pode desistir de contratar Benitez

Vasco terá novas eleições e Campello retira candidatura

Para a eleição do próximo sábado, Alexandre Campello e Leven Siano já comunicaram que não vão disputar o pleito. Com isso, Jorge Salgado e Júlio Brandt passam a ser os dois principais candidatos a presidente do Vasco.