Publicidade

O zagueiro Leandro Castán se tornou o centro de uma polêmica esta semana no Vasco da Gama. O jogador enfrentou uma chuva de críticas de setores da sociedade por se posicionar contrário ao uso da camisa que apoia LGBTQIA+.

No dia 27 de junho, o Vasco enfrentou o Brusque em São Januário. Para homenagear o dia do orgulho LGBTQIA+, que seria no dia seguinte, a equipe entrou em campo com uma camisa diferente, Assim, faixa diagonal da camisa tinha as cores do movimento.

Leandro Castán pede respeito às suas crenças e prega amor a todos (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Em entrevista esta semana, Castán admitiu que não era a favor do uniforme alternativo e que foi, “teoricamente”, obrigado a vesti-lo. Nesta quinta-feira, no Canal Cancelados no Youtube, ele teve a oportunidade de se desabafar.

Publicidade

– O que eu sinto é que de toda essa história o mais desrespeitado sou eu. Porque quem me conhece sabe da minha índole, do meu caráter e sabe da minha fé também. A fé que eu acredito, de como ser cristão, prega o amor a todos. Só que pra expressar o meu amor eu não tenho que concordar com tudo. Tem coisas que eu não concordo mas eu respeito. Então é isso que eu coloquei como a principal coisa da minha vida, é uma coisa que eu creio, que é na Bíblia. Minha fé, o que está escrito na Bíblia, o que eu creio – afirmou Castán.

Leia também:

Sanchez: ‘Muito feliz de chegar ao maior clube do Brasil’

Olho no rival: Vasco terá Brasil desfalcado pela frente

Publicidade

O capitão vascaíno lamentou as interpretações que sua manifestação vem recebendo.

– É simples, mas as pessoas estão levando para um lado, querendo fazer uma coisa que não existe. Me chamando de homofóbico, me chamando de tudo. Tem até uma pessoa que trabalha lá no Vasco que é homossexual e quando deu todo esse problema eu fui conversar com ela. É uma pessoa que eu respeito muito e fui perguntar: “Se eu te ofendi em algum momento eu queria pedir desculpas porque eu gosto muito de você?”. E ela respondeu: “Castán, em nenhum momento você me ofendeu, e se você está vindo aqui falar comigo mostra que você é realmente um cristão. Que você se preocupa e que você me ama.”

Relacionadas

O jogador prosseguiu e revelou que está sabendo lidar com a situação e que não vai deixar isso interferir em sua vida.

Publicidade

– Chegou um momento que eu ficava muito preocupado com o que os outros pensavam, mas pra mim o que me define é o que Deus pensa de mim. E saber que quem está ao meu redor, as pessoas que me conhecem de verdade, sabem quem eu sou e o que estão escrevendo não é verdade. O juízo vem lá de cima e não sou eu que vou julgar ninguém – concluiu.

Comentários